Fundação Cultural Palmares completa 19 anos com show na Lapa (RJ)

Reduto histórico do samba e da cultura brasileira, os Arcos da Lapa será o palco do Festival de Cultura Afro-brasileira, com shows de Dudu Nobre, Nilze Carvalho e a Velha Guarda da Portela que marcará, no próximo dia 29 de setembro, a partir de 19h, o 19º aniversário da Fundação Cultural Palmares.

Entidade pública vinculada ao Ministério da Cultura, tem o objetivo de formular e implantar políticas públicas, potencializando a participação da população negra brasileira no processo de desenvolvimento da sociedade brasileira. A apresentação do evento ficará a cargo de Zezé Motta, que completa este ano 40 anos de carreira. A produção do evento é do Centro Brasileiro de Informação e Documentação do Artista Negro (Cidan), da qual a atriz e cantora Zezé é a presidente de honra.

De acordo com o presidente da Fundação Cultural Palmares, Zulu Araújo, a entidade tem muito o que comemorar nesses 19 anos de existência. Dentre as conquistas, cita o intercâmbio com os países latinoamericanos, realizado no Primeiro Seminário Internacional Intercâmbios Afro-Latinos, que aconteceu recentemente no Rio de Janeiro e Salvador. Os próximos países que deverão também se integrar a proposta internacional de intercâmbio cultural afro serão o Uruguai, Equador, Venezuela e Cuba.

“Fora à integração internacional, a Palmares também estará à frente da realização de iniciativas em favor da juventude negra e promoção cultural quilombola, cujo evento internacional deverá ser realizado em novembro próximo”, adianta Zulu Araújo, acrescentando que além das representações regionais da instituição no Rio de Janeiro e na Bahia, em Salvador, a Fundação Cultural Palmares contará com mais cinco representações, nos estados do Rio Grande do Sul, São Paulo, Minas Gerais, Alagoas e Maranhão.

Zulu Araújo anuncia também que, para reforçar as ações de identificação, preservação e valorização do patrimônio religioso de matriz africana, a Palmares estará criando o Centro de Formação e Referência Negra, que irá abrigar a Coordenação de Religiosidade de Matriz Africana. Nele também serão realizadas ações de registro e documentação dos territórios sagrados afro-brasileiros.

História da Fundação

A Fundação Cultural Palmares é um fruto da luta do Movimento Negro no Brasil. Na década de 70, os militantes do Movimento Negro reivindicavam alguma representação no governo que se destinasse à cultura afro-brasileira, até então inexistente. Em 1979, foi criado pelos militantes o Centro de Estudos Afro-Brasileiro, que promovia conferências e debates, com a participação de embaixadores de países africanos. Quando, em 1985, foi criado o Ministério da Cultura, o embaixador José Aparecido de Oliveira assumiu o ministério e ali criou a Assessoria de Cultura Afro-Brasileira, conduzida pelo militante Carlos Moura.

Em 1988, ano em que se lembrava o centenário da abolição da escravatura, os militantes do Movimento levaram as reivindicações ao então Presidente da República, José Sarney, que propôs a criação de uma Fundação. Em 22 de agosto de 1988 era instituída a Fundação Cultural Palmares, por meio da lei n° 7688. O primeiro artigo da lei define o principal objetivo da FCP: “promover a preservação dos valores culturais, sociais e econômicos decorrentes da influência negra na formação da sociedade brasileira”.

Hoje a FCP já apresenta uma marca na história de preservação da cultura afro-brasileira. O decreto 4.887/2003 (regulamenta o procedimento para identificação, reconhecimento, delimitação, demarcação e titulação das terras ocupadas por remanescentes das comunidades dos quilombos), a lei 10.639/2003 (incluir no currículo oficial da rede de ensino a obrigatoriedade da temática história e cultura afro-brasileira) e as ações afirmativas são exemplos de conquistas da sociedade brasileira, que há 19 anos conta com a presença e as ações da Fundação Cultural Palmares. Saiba mais em http://www.palmares.gov.br/

Serviço

Evento: Festival de Cultura Afro-brasileira.
Shows de Dudu Nobre, Nilze Carvalho e a Velha Guarda da Portela
Apresentação: Zezé Motta
Dia 29/09/2007 (sábado), a partir de 19h
Entrada grátis. Classificação etária: livre
Local: Praça Monsenhor F. Pinto, nos Arcos da Lapa
Telefone para informações: (21) 2223-0694.

_______________________________________
Lembre-se que você tem quatro opções de participação: (I) Um email de cada vez; (II) Resumo diário; (III) Email de compilação; (IV) Sem emails (acesso apenas online). Para cancelar, responda solicitando. [www.consciencia.net/agencia]

Deixe uma resposta Cancelar resposta