Sonhos

Por Peninha*

 

Tudo era apenas uma brincadeira

E foi crescendo, crescendo

Me absorvendo

E de repente eu me vi assim

Completamente seu

 

Vi a minha força amarrada no seu passo

Vi que sem você não tem caminho

Eu não me acho

Vi um grande amor gritar dentro de mim

Como eu sonhei um dia

 

Quando o meu mundo era mais mundo

E todo mundo admitia

Uma mudança muito estranha

Mais pureza, mais carinho

Mais calma, mais alegria

No meu jeito de me dar

 

Quando a canção se fez mais forte

Mais sentida

Quando a poesia fez folia em minha vida

Você veio me contar

Dessa paixão inesperada

Por outra pessoa

 

Mas não tem revolta, não

Eu só quero que você se encontre

Ter saudade até que é bom

É melhor que caminhar vazio

A esperança é um dom

Que eu tenho em mim

(Eu tenho sim)

 

Não tem desespero, não

Você me ensinou milhões de coisas

Tem um sonho em minhas mãos

Amanhã será um novo dia

Certamente eu vou ser mais feliz

 

Quando o meu mundo era mais mundo

E todo mundo admitia

Uma mudança muito estranha

Mais pureza, mais carinho

Mais calma, mais alegria

No meu jeito de me dar

 

Quando a canção se fez mais forte

Mais sentida

Quando a poesia fez folia em minha vida

Você veio me contar

Dessa paixão inesperada

Por outra pessoa

 

Mas não tem revolta, não

Eu só quero que você se encontre

Ter saudade até que é bom

É melhor que caminhar vazio

A esperança é um dom

Que eu tenho em mim

(Eu tenho sim)

 

Não tem desespero, não

Você me ensinou milhões de coisas

Tem um sonho em minhas mãos

Amanhã será um novo dia

Certamente eu vou ser mais feliz

 

Mas não tem revolta, não

Eu só quero que você se encontre

Ter saudade até que é bom

É melhor que caminhar vazio

A esperança é um dom

Que eu tenho em mim

(Eu tenho sim)

 

Não tem desespero, não

Você me ensinou milhões de coisas

Tem um sonho em minhas mãos

Amanhã será um novo dia

Certamente eu vou ser mais feliz

* Aroldo Alves Sobrinho (“Peninha”) é cantor e compositor.

Deixe uma resposta