Venezuela detona Serra: além de golpista, corrupto

A Venezuela praticamente rompeu relações diplomáticas com o Brasil, depois que o chanceler José Serra recebeu, em Brasília, o presidente da Assembleia Nacional venezuelana, Julio Borges, que pretende também levar adiante um golpe parlamentar contra o governo eleito de Nicolás Maduro.

“O chanceler de facto é acusado de graves delitos de corrupção e se intromete em assuntos internos da Venezuela. Golpistas não poderão com nosso povo!”, disse a chanceler Delcy Rodriguez. Ela avalia que Michel Temer, o argentino Mauricio Macri e o paraguaio Horacio Cartes formam a “tríplice aliança golpista”, que afastou a Venezuela do comando do Mercosul.

Serra é um dos principais políticos delatados pela Odebrecht, por ter recebido R$ 23 milhões por meio de uma conta na Suíça, em nome do tesoureiro Ronaldo Cezar Coelho.

A pedido da procuradoria-geral da República, a conta foi bloqueada e Serra deve ser alvo de inquérito assim que for levantado o sigilo das delações.

O Itamaraty ainda não se pronunciou a respeito das declarações da chanceler venezuelana.

Fonte: Brasil 247
http://www.brasil247.com/pt/247/mundo/279678/Venezuela-detona-Serra-al%C3%A9m-de-golpista-corrupto.htm

Deixe uma resposta