Nas bancas de todo o Brasil

carosnov
Caros e queridas, segue abaixo o rilisi enviado por Hamilton de Souza, editor-chefe da Caros Amigos, sobre a edição de novembro (capa). Vai para as bancas de todo o Brasil na semana que vem, com previsão de chegada ao Rio no dia 12, quinta-feira:
Prezados (as),
 
Saudações.
 
Encaminho para vocês, em primeira mão, as chamadas principais da revista Caros Amigos 152, de novembro, que estará nas bancas na próxima semana.
 
Destacamos na capa duas ótimas entrevistas exclusivas:
Uma com a juíza Kenarik Boujikian Felippe, que foi presidente da Associação Juízes para a Democracia e tem se destacado na sua atividade profissional e na sua militância em defesa dos direitos humanos.
A outra é com o jornalista e escritor uruguaio Eduardo Galeano, feita por Fania Rodrigues, na qual ele analisa a atual movimentação política da América Latina.
 
Incluímos também nas chamadas de capa:
 
1) Uma reportagem de Lucia Rodrigues sobre a relação da revista VEJA com os arapongas da ditadura militar, o fato de a publicação da Editora Abril veicular dossiês falsos de fontes altamente questionáveis.
2) Uma reportagem de Marcelo Salles sobre os interesses comerciais e econômicos que estão por trás das Olimpíadas do Rio de Janeiro.
3) Uma reportagem de Julio Delmanto sobre as mudanças de políticas no enfrentamento das drogas.
4) Um artigo do José Arbex Jr. sobre a fome no mundo e a atuação das multinacionais do agronegócio, como a Cutrale.
 
Alem disso, a edição de novembro inclui outras excelentes matérias jornalísticas:
 
* Gershon Knispel denuncia a falsificação da história da Segunda Guerra Mundial nas páginas da revista Superinteressante.
 
* Anelise Sanchez fala sobre os privilégios da Igreja Católica na gestão do Estado na Itália.
 
* Arturo Hartmann relata os problemas dos palestinos reassentados no Brasil.
 
* Maria Lucia Fattorelli analisa a importância da CPI da Dívida Pública.
 
* Ferréz conta a história do dramático despejo das famílias acampadas em terreno do Capão Redondo.
 
* O belíssimo ensaio fotográfico de Dora Martins no Timor-Leste.
 
E mais as contribuições sempre pertinentes e instigantes dos articulistas e colunistas da Caros Amigos.
 
Enfim, uma edição honesta para leitores exigentes que valorizam o jornalismo com compromisso social.
Vamos juntos!
Abraços.
Hamilton Octavio de Souza
Editor.
PS – Na edição de outubro, minha colaboração foi uma reportagem sobre a máquina de matar que existe no Rio de Janeiro. A diferença desta para outras matérias do gênero é que eu responsabilizo o Poder Judiciário e o Ministério Público, além da polícia. Como diz o delegado Orlando Zaccone, “quem mata é a polícia, mas quem enterra é o judiciário”. Para ler trechos desta reportagem, clique aqui. A íntegra só na revista impressa.

Deixe uma resposta