Livros!

Este vai ser um post fixo com os livros que li ou ando lendo. Fica aí do lado, em “Meus Favoritos”. Tá num formato chato, da ABNT, mas é pra facilitar minha vida. 😉

Pra compensar, alguns terão links para resenhas e comentários livres. Boa leitura!

ABRAMO, Perseu. Um trabalhador da notícia. São Paulo: Fundação Perseu Abramo, 1997.

ABRAMO, Perseu; BIONDI, Antonio. Padrões de manipulação na grande imprensa. 1a ed. São Paulo: Editora Fundação Perseu Abramo, 2003.

BAUMAN, Zygmunt. O Mal-Estar da Pós-Modernidade. Rio de Janeiro: Jorge Zahar Ed., 1998.

BEY, Hakim. TAZ: Zona Autônoma Temporária. São Paulo: Conrad, 2001 (1985). Disponível em: <http://pt-br.protopia.wikia.com/> Acesso em: 03 out. 2009.

BLACKBURN, Simon. Dicionário Oxford de Filosofia. Rio de Janeiro: Jorge Zahar Ed., 1997.

BORDIEU, Pierre. Sobre a televisão. Tradução: Maria Lúcia Machado. Rio de Janeiro: Jorge Zahar Ed., 1997.

BRANCO, M.A.F. Informação e saúde: uma ciência e suas políticas em uma nova era. Rio de Janeiro: Editora Fiocruz, 2006.

BUCCI, Eugênio; KEHL, Maria Rita. Videologias: ensaios sobre televisão. São Paulo: Boitempo, 2004.

CASTELLS, Manuel. A galáxia da Internet. Rio de Janeiro: Jorge Zahar Editor, 2003.

CASTELLS, Manuel. A sociedade em rede. São Paulo: Paz e Terra, 1999. Trad.: Roneide Venâncio Majer.

CHOMSKY, Noam. Controle da Mídia: os espetaculares feitos da propaganda. Trad. Antônio Augusto Fontes. Rio de Janeiro: Graphia, 2003.

CHOMSKY, Noam. Propaganda e consciência popular: Entrevistado a David Barsamian; tradução Désirée Motta-Roth. Bauru (SP): EDUSC, 2003.

COGO, Denise; MAIA, João (orgs.). Comunicação para a cidadania. Rio de Janeiro: EDUERJ, 2006.

COSTA, R. A cultura digital. São Paulo: Publifolha, 2002.

COUTINHO, Carlos Nelson. Os intelectuais e a organização da cultura. In: Cultura e sociedade no Brasil. Rio de Janeiro, DP&A, 2000.

GOHN, Maria da Glória. Movimentos sociais e redes de mobilizações civis no Brasil contemporâneo. Petrópolis, RJ: Vozes, 2010.

GOMES, A.M.C. Cidadania e direitos do trabalho. RJ: Jorge Zahar E., 2002.

GRAMSCI, A. Cadernos do cárcere: volume 2. 3a ed. Rio de Janeiro: Civilização Brasileira, 2004, p.193-251; edição e tradução: Carlos Nelson Coutinho.

GRAMSCI, A. Os intelectuais e a organização da cultura. Edição e tradução: Carlos Nelson Coutinho, 8ª edição, Rio de Janeiro: Civilização Brasileira, 1991.

GIDDENS, A. As Conseqüências da Modernidade. São Paulo: Editora Unesp, 1990.

FREIRE, Paulo. Pedagogia do Oprimido. 17a ed. RJ: Paz e Terra, 1987.

HALL, Stuart. A identidade cultural na pós-modernidade. Rio de Janeiro: DP&A, 2005.

HALL, Stuart. Da diáspora: Identidades e mediações culturais. Organização: Liv Sovik; Tradução Adelaine La Guardia Resende … [et al]. Belo Horizonte: Editora UFMG, 2003.

HERMAN, Edward S.; CHOMSKY, Noam. A manipulação do público: política e poder econômico no uso da mídia. São Paulo: Futura, 2003; tradução Bazán Tecnologia e Lingüística.

HOBSBAWM, Eric. Nações e nacionalismo desde 1780: Programa, mito e realidade. 5. ed. Rio de Janeiro: Paz e Terra, 2008 (1990).

HOUAISS, A.; VILLAR, M.S.; FRANCO, F.M.M. Minidicionário Houaiss da Língua Portuguesa. Objetiva, Rio de Janeiro, 2003.

IANNI, O. A Sociedade Global. Rio de Janeiro: Civilização Brasileira, 1999, 3a ed, p.58.

KELLNER, Douglas. A Cultura da Mídia. Bauru (SP): Editora da Universidade do Sagrado Coração, 2001.

KLEIN, Naomi. Cercas e janelas: na linha de frente do debate sobre globalização. RJ: Record, 2003.

KRESS, Renato. Consciência. Rio de Janeiro: Garamond, 2000

LAGE, Nilson. Controle de Opinião Pública. Petrópolis, Vozes, 1998.

LEVY, P. A Inteligência Coletiva: por uma Antropologia do Ciberespaço. 3. ed. São Paulo: Loyola, 2000. 212 p.

LIMA, Venício. Mídia: Crise política e poder no Brasil. SP: Editora Fundação Perseu Abramo, 2006.

LIMA, V.A. Mídia: teoria e política. 2a ed. São Paulo: Fundação Perseu Abramo, 2001 e 2004.

MAN, John. A revolução de Gutenberg. Rio de Janeiro: Ediouro, 2004.

MARTÍN-BARBERO, Jesus. Dos meios às mediações. Rio de Janeiro: Editora da UFRJ, 1997.

MORAES, Denis (org.). Por uma outra comunicação: Mídia, mundialização cultural e poder. Rio de Janeiro e São Paulo: Record, 2003.

MORIN, Edgar. Cultura de massas no século vinte (o espírito do tempo). Rio de Janeiro: Forense, 1967. Tradução: Maura Ribeiro Sardinha.

MOTTA, Fernando. Organização & Poder: Empresa, Estado, Escola. São Paulo, Atlas, 1986, p.123.

NOVAES, Adauto (org.). A crise do Estado-nação. Rio de Janeiro: Civilização Brasileira, 2003, p.485-519.

SANTOS, Milton. Por uma outra globalização: do pensamento único à consciência universal. Rio de Janeiro: Record, 2002. 9a ed., p. 38-40. :: resenha de Marcelo Salles

SCHILLER, Herbert. Information and the Crisis Economy. Nova Iorque: Oxford University, 1986, 192p.

SILVEIRA, Sérgio Amadeu, CASSINO, João. (org). Software Livre e Inclusão Digital. São Paulo: Conrad Editora do Brasil, 2003.

SODRÉ, Muniz. Reinventando a Cultura: a comunicação e seus produtos. Petrópolis, RJ: Vozes, 1996.

SODRÉ, M. Antropológica do espelho: uma teoria da comunicação linear e em rede. 3. ed. Petrópolis, RJ: Vozes, 2008.

SODRÉ, Nelson Werneck. História da Imprensa no Brasil. 4a ed. Rio de Janeiro: Mauad, 1999.

STEINBERGER, Margarethe Born. Discursos geopolíticos da mídia: jornalismo e imaginário internacional na América Latina. São Paulo: EDUC; Fapesp; Cortez, 2005.

TARDE, Gabriel. A Opinião e as Massas. São Paulo: Martins Fontes, 1992.

THOMPSON, John B. A mídia e a modernidade: uma teoria social da mídia. Petrópolis, RJ: Vozes, 1998.

VIRILIO, P. Estratégia da Decepção. Estação Liberdade, 2000. Tradução de Luciano Vieira Machado. 96 p.

WERNECK, Humberto; BUARQUE, Chico. Chico Buarque Letra e Música. Companhia da Letras, 1989.

WOLTON, Dominique. Internet, e depois? Um teoria crítica das novas mídias. Porto Alegre: Sulina, 2003.

Um comentário sobre “Livros!”

  1. Estou desenvolvendo uma tese de doutorado, preciso de texto para o trtabalho, estes sâo algumas bibiografias:

    Castells, M. (2003). A galáxia da Internet. Trad. Maria Luiza X. A. de Borges. Rio de Janeiro: Jorge Zahar Editor.

    Castells, M. (2005). A sociedade em rede. Trad. Roneide Venâncio Majer. 8ª ed. São Paulo: Editora Paz e Terra.

    Baudrillard, J. (1999). Tela total: mito-ironias sobre a era do virtual e da imagem,

    Porto Alegre, Sulina.

    Bauman, Z. (2001) Modernidade Líquida. 1ª ed. Rio de Janeiro: J. Zahar Ed.

    Honorato, E. (2006). Comunidade virtual Orkut: uma análise psicossocial. In Psicologia

    e informática. Conselho Regional de Psicologia de São Paulo Psicologia &

    informática: produções do III. psicoinfo II. ornada do NPPI / Oliver Zancul Prado,

    Ivelise Fortim e Leonardo Cosentino (Organizadores) — São Paulo: Conselho

    Regional de Psicologia de São Paulo: CRP/SP.

    Jungblut, A. L. (2004). A heterogenia do mundo on-line: algumas reflexões sobre

    virtualização, comunicação mediada por computador e ciberespaço. In: Horizontes

    Leitão, C. F. (2003). Os impactos subjetivos da Internet: reflexões teóricas e clínicas.

    Tese de Doutorado, Pós Graduação em Psicologia Clínica, Departamento de

    Psicologia, Pontifícia Universidade Católica do Rio de Janeiro.

    Leitão, C. F. e Nicolaci-da-Costa, A. M. (2000). Psicologia clínica e informática: por

    que essa inusitada aproximação? Psicol. clín;12(2):189-205.

    Lévy, P. (1996). O que é o virtual? Trad. Paulo Neves. São Paulo: Editora 34.

    Lévy, P. (2000). Cibercultura. São Paulo: Editora 34.

    Lima, N. L. de. (2003). Fascínio e alienação no ciberespaço: uma contribuição para o

    campo da educação. Belo Horizonte: UFMG. (Dissertação, Mestrado em

    Educação).

    Lipovetsky, G. (1983). A era do vazio: ensaio sobre o individualismo contemporâneo.

    Lisboa: Relógio D’Água.

    Nicolaci-da-Costa, A. M. (2002). Internet: a negatividade do discurso da mídia versus a

    positividade da experiência pessoal. À qual dar crédito? Estudos de Psicologia (UFRN), 7(1), 25-35.

Deixe uma resposta