Denúncia de possível formação de milícia e extorsão na Tijuca

A Rede de Comunidades e Movimentos contra a Violência recebeu na sexta-feira (24/8) a seguinte denúncia de um(a) morador(a) da Tijuca, que por razões compreensíveis preferiu não se identificar:

Moro na Rua Professor Gabizo, na Tijuca, trecho entre a Rua Dr. Satamini e Hadock Lobo (bairro sabidamente de classe média do Rio de Janeiro, num trecho ligeiramente afastado das favelas da região). Ocorre que, por conta dos assaltos ocorridos ultimamente no local, um grupo de homens com coletes pretos passou a ter presença constante no local. Não demorou muito e eles passaram a interpelar os prédios da região, cobrando 30 reais POR APARTAMENTO para fazer a segurança da rua. O dinheiro não foi exigido, foi apenas o oferecimento de um serviço. Contudo, não se trata de firma autorizada de segurança, mas sim de um grupo de homens, dentre eles um armado, que resolveram ser seguranças da rua.

Muitos prédios já estão pagando a “tarifa”, mas os que não pagam estão com medo do que possa acontecer caso não paguem. Temos muito medo de que isso se torne uma milícia. É um verdadeiro absurdo. Esses indivíduos estão todo dia naquele trecho da rua durante o dia (especialmente no fim do dia), até 22h. Se a polícia for ao local neste horário verificará a presença de pelo menos um homem de colete preto de segurança. Se o interpelar, verá que ele não tem vínculo empregatício com nenhum dos prédios, tampouco com alguma firma de segurança autorizada. Estamos reféns desses indivíduos e nem sequer podemos fazer uma denúncia na polícia por medo de represália. Os síndicos dos prédios estão fazendo reuniões para decidir se devem ou não pagar a propina. Total absurdo!

Um comentário sobre “Denúncia de possível formação de milícia e extorsão na Tijuca”

  1. Eu queria fazer uma denuncia de abuzo,aqui no bairro de gardenia azul,em jacarepaguá estar tendo festa de carnaval a 3 semanas consecutiva,e ninguém consegue dormi a noite e um baile fanck que rola tudo da bebidas ao sexo,e menor de idade bebendo e se drogando,e a gente morador dessa aréa não podemos nem reclama com os patrocinadores dessa festa porque eles são tudo da melicia vou citar o nome deles: cristiano girão,robocop e o famoso zeca,se a vizinhança reclama eles ameaça de morte ou fala até em espurça os moradores e detale eles cobram 100,00 po noite cada barraca e são mais de 60 barracas eles ganhão por semana mais ou menos uns 12.000,00 e a gente que e morador só toma prejuizo de ter os nosso potão todo sujo e fedendo de urina e alémde tudo não podemos nem guarda um carro na garagem porque e cheio de barraca no nosso portão, e eles já estão falando de fazer o baile fanck novamente nessa semana de 15/02 até 17/02 meu imposto esse ano veio 266,71 eu pago luz e aguá eu acho que não moro numa favela para não ter o direito de não poder reclamar os meus direito.Ele mesmo moram tudo na barra da tijuca e a familia deles não tem problema nenhum para dormir a noite, e chegar em casa para entra e colocar o carro na gargem e te garanto que não tem um pai doente como eu tenho encima da cama com a doença de AVC,Essa e a denuncia de um ser humano que não pode reclamar o seu direito de viver bem dentro de sua casa.

Deixe uma resposta