O teatro do governo do Rio e sua mídia

A conta não fecha. No meio da semana foram divulgadas, repetidamente, imagens de traficantes fugindo da Vila Cruzeiro para o Alemão. Falavam em duzentos homens fortemente armados. Dados do próprio governo dão conta de que no Alemão existiam pelo menos mais 450 traficantes. Para onde foram os 650? Estariam entocados em algum lugar da Serra da Misericórdia? Ou fugiram milagrosamente, já que todas os acessos estavam fechados? O número de fuzis apreendidos divulgado pelo Fantástico inclui os que estavam na Vila Cruzeiro? Ou estão querendo nos fazer acreditar que os bandidos os deixaram para que fossem encontrados no Alemão? Onde foi que a TV Globo aprendeu a somar?

Sobre mídia e política

Em manchete, o Globo critica a diplomacia brasileira. Na página 41, um texto editorial zomba do que chama de “diplomacia companheira”, “que levou o Brasil a se abster em moção na ONU que condenava o Irã por fazer justiça à base de apedrejamento, amputações e chibatadas…

Sobre preconceitos implícitos e explícitos

“… estados mais ricos, com população mais esclarecida, ficaram com governadores de oposição”. O trecho acima está publicado em texto editorial, à página 6 do jornal O Globo desta terça-feira, 2 de novembro de 2010. Dia de finados, o que é importante lembrar, sobretudo quando matam o jornalismo…

Sobre mídia, política e eleições

O debate na TV Globo transcorreu sem grandes surpresas, não houve nenhum fato que pudesse comprometer o atual quadro eleitoral, que aponta vitória de Dilma. Só que para reverter a tendência, Serra precisava de um fato novo, que não se consegue com debates frios. Nem a tal armação que os tucanos estariam preparando para a marcha em São Paulo aconteceu. Estranho…