Sobre preconceitos implícitos e explícitos

“O governo Dilma, muito devido ao cabo eleitoral Lula, fez ampla maioria na Câmara e no Senado. Mas não poderá esquecer como ficou o mapa eleitoral do Brasil, quase dividido entre Sudeste/Sul/Centro-Oeste, majoritariamente oposicionista, e Norte/Nordeste, situacionista. Não interessa à sociedade a exploração política desta divisão, na qual estados mais ricos, com população mais esclarecida, ficaram com governadores de oposição”.
O trecho acima está publicado em texto editorial, à página 6 do jornal O Globo desta terça-feira, 2 de novembro de 2010. Dia de finados, o que é importante lembrar, sobretudo quando matam o jornalismo.
O grifo é meu. Quero colocar em debate os parâmetros do Globo para a riqueza dos estados, e também para o esclarecimento da população. O que é um estado rico? É o que tem petróleo? O que é uma população esclarecida? É a que lê jornal? Este jornal?
Ademais, impressiona a semelhança do preconceito enrustido de O Globo com o preconceito explícito que prolifera pela internet contra os nordestinos. Alguém que assina “euquero45” postou o seguinte comentário: “infelizmente quem decide a eleição não é quem lê jornal, e sim quem limpa a bunda com ele. Quem perdeu foi o Brasil”. ClaytonAmerico registrou: “Bem, vou trabalhar porque não ganho bolsa família dos Nordestinos. Nem faço 2 filhos por ano pra ter mais bolsa família”. Outro, assinado por CamiliMaia, afirma: “Sul/Sudeste vamos agüentar agora por 4 anos a escolha dos outros, viva a democracia, o movimento O Sul é meu país”. Veja aqui um vídeo com um apanhado dessas manifestações preconceituosas: http://www.youtube.com/watch?v=tCORsD-hx0w&feature=player_embedded#at=14
As manifestações de ódio sempre existiram no Brasil, e geralmente elas vêm das classes mais abastadas contra os pobres, ao contrário do que dizem os intelectuais da direita com suas teses de que Lula quer dividir o país ao promover o ProUni ou a Igualdade Racial.
Apesar de a conta já ter sido feita, mostrando que Dilma teria vencido mesmo excluindo os votos do Nordeste do cômputo geral, nada arrefece os impulsos preconceituosos. Falando em bom português, o fato é que eles ficam putos porque já não conseguem impor seus políticos goela abaixo. De democracia pouco entendem.

5 comentários sobre “Sobre preconceitos implícitos e explícitos”

  1. Pingback: Tweets that mention :: Fazendo Media: a média que a mídia faz :: » Sobre preconceitos implícitos e explícitos -- Topsy.com

  2. sejamos neofascistas mesmo ,como a corja paulistana ,vamos acabar com a folga dessa cambada que chegou aqui depois dos “brasileiros do primeiro contato”(inventei um termo )essa gente é fruto da nossa origem colonizada pela matina branca que veio da europa ,matando ,roubando e exterminando sobre o pretesto de civilizar e cristianizar os demônios ,que na verdade eram eles mesmos ,é o serra é a versäo moderna deste eixo do mal … depois trouxeram mais merda ainda para clarear a nacäo…essa gente chegou aqui faminta ,vinda de países destruidos por guerras causadas por governos gananciosos e inecrupulosos e tiveram oportunidades melhores,só por serem brancos e hoje se sentem melhores por ganhar uma corrida onde seus competidores “os tais dos pobres miscigenados nordestinos “vinham emagracidos ,torturados e acorrentado aos pés…campeäo dos campeöes (seria o mesmo que por uma cota de paulista acorrentados e famintos nas univessidades ,os que näo fizessem um bom teste ganhariam chibatada na cara branca e safada deles!,essa gente tem que voltar para os países de origem de seus seus pais e avós e dar chance a quem é daqui sim eu sou daqui …sejam brasileiros ou voltem para limpar o banheiro de seus ancestrais na espanha .japäo,itália alemanha e etc se sentindo em casa e longe de nós brasileiros legítimos …isso vai acabar em guerra civil …eles tem orgulho em ser fascista até hoje , vejam o link de vinhos do mussoline(http://upload.wikimedia.org/wikipedia/commons/3/3f/Mussolini_wine.jpg)…italianada de merda !mas nossa naçäo é pacífica e vai dar outro tipo de resposta para essa gente DAQUI EM DIANTE SÓ FICA AQUI QUEM SE AFINAR A NOVA DANCA…só reza para esses monstros…mas a vida vai se incubir deles em alguma esquina escura desse nosso país desigual…como diz zeca pagodinho pode fazer fila que vai morrer gente…fiquem presos em vossos condomínios de luxo ,trancados à sete chaves com medo do resukltado de vosso egoísmo e no final sejam mortos por vossos próprios filhos ,criados na ganancia e na competicäo desleal!!!mayara mate logo a sua mäe e o seu pai e fique com a herança intelectual demoniaca deles ou veja eles serem mortos pela continuidade da desigualdade que vc´s e seus seguidores pregam em voz alta !a vida lhes vai mostrar daqui em diante …vcs iräo morrer paulistas bastardos fascistas …tem que por essa gente na cadeia agora ,e o serra e seus marketeiros de merda tem que ser responsabilizados por propagarem o ódio e fomentarem a desordem e a vilência verbal …senäo fizerem isso prometo que se depender de mim näo ficará pedra sobre pedra ,se vcs temem o PCC ,väo ver como vai ser com NEO.DESTINISMO!esse país já está precisando de uma limpeza à muito tempo !me aguardem !

  3. Pingback: Sobre preconceitos implícitos e explícitos | A Identidade Bentes

  4. “O narcisismo das elites só vai ser destituído pela maioria das massas” (Maria Rita Kehl). A vitória de Dilma PT abriu uma ferida no narcisismo das elites que teve como reação uma onda de insultos e xingamentos de toda ordem, dirigida às classes trabalhadoras, aos analfabetos, funcionários públicos e intelectuais de esquerda; tendo culminado em violentos e cruéis ataques aos nordestinos… Acho que violência verbal, racismo e icitação ao homicídio é caso para a justiça tratar, como aliás esta tratando, mas é também assunto para ser discutido nas famílias, escolas, igrejas e universidades. O que está acontecendo com nossos jovens? Que tipo de valores estão neles inculcados? Respeito, solidariedade e compaixão são valores fundamentais numa sociedade quen se pretende livre e democrática! Urge que se adotem medidas drásticas. A punição dos criminosos (afinal, racismo é crime inafiançável previsto na constituição) é importante como exemplo para evitar ou prevenir novos surtos de irresponsabilidade. Mas, não pode e não deve parar apenas na esfera policial e judiciária. A sociedade tem que fazer uma discussão mais ampla, em termos políticos, educacionais e de civilidade. Nesse tipo de jogo não há vencedores: algozes e vítimas saem perdendo!

  5. Ouvi falar que o sertão nordestino (do Sergipe ao Ceará) está todo esburacado. O povo está procurando os canos que o zé pinóquio disse que instalou naquela região pra “dar água de beber àquele povo de meu Deus”.
    Quem será punido pela fraude das imagens no caso “bolinha de papel”?

Comentários estão fechados.