ONG relata noite de terror na Maré

‘Nada justifica a ação da Polícia Militar e do Bope na noite de ontem [24 de junho] e hoje [25 de junho] na Maré. O saldo de oito mortos (número confirmado atá agora, mas que pode aumentar), entre eles um sargento da Polícia Militar, escolas com aulas suspensas, comércios fechados, moradores sitiados em suas casas, vários feridos, ruas sem luz. Situação que poderia ter sido evitada caso o Estado não tivesse uma atuação dentro da favela e outra fora.’