RS: Cerca de 3 mil manifestantes exigem saída de Yeda Crusius

Da Agência Chasque, de Porto Alegre (RS)

Nem mesmo as fortes pancadas de chuva que atingiram Porto Alegre (RS) na manhã desta quinta-feira (14) conseguiram impedir mais um protesto pela saída da governadora Yeda Crusius. Cerca de três mil servidores públicos, sindicalistas e estudantes realizaram uma caminhada pelo Centro da Capital. Em frente ao Ministério Público Estadual (MPE), na Praça da Matriz, eles mostraram um banner com a foto da casa da governadora, exigindo mais investigações. O protesto encerrou com um ato público em frente ao Palácio Piratini, sede do governo gaúcho.

Os manifestantes afirmam que a reportagem recentemente veiculada pela Revista Veja motivou o protesto. A matéria reforça e traz mais detalhes sobre as denúncias já lançadas em Fevereiro de uso de Caixa Dois durante a campanha de Yeda e o desvio de recursos eleitorais para comprar a mansão na Capital.

O presidente do Sindicaixa, Érico Corrêa, que integra o Fórum dos Servidores Públicos Estaduais, avalia que há evidências suficientes para pedir a saída da governadora. “A gente sabe que a governadora, renunciar não vai. Então a saída legal e democrática que existe é a saída da governadora. O RS não agüenta mais tanta roubalheira e tanta vergonha”, diz.

Clique no título para ler na íntegra a matéria.

Deixe uma resposta