Renasceremos

Esta revista é o prosseguimento de um sonho.

Sonho pessoal e coletivo.

Um país sem fome, sem violência, sem dominação.

Dar as mãos.

Não se matam sonhos.

Os sonhos podem se esconder, e se escondem

Mas voltam fortalecidos e enraizados

Melhorados e multiplicados

Há uma luz que brilha na escuridão

Ela pode nos guiar, se deixarmos

Se procurarmos com muita fé e dedicação

Perto da gente têm sempre uma mão amiga

Uma pessoa solidária disposta a ajudar

Renasceremos. Mais uma vez e sempre!

Deixe uma resposta