Presidente da Argentina diz ter sido censurada por TV do grupo Clarín

Do Portal Comunique-se

A presidente da Argentina, Cristina Kirchner, disse ter sido censurada pelo canal de TV a cabo Todo Notícias (TN), que pertence ao grupo Clarín. Em discurso nesta sexta-feira (05/02), Cristina afirmou que a emissora não levou ao ar parte de entrevista coletiva realizada na quarta-feira (03/02), quando falou que acionistas da empresa respondem a um processo por lavagem de dinheiro.

“Quero dizer a vocês que na quarta-feira a presidente foi censurada por um meio do monopólio, TN, que suprimiu a parte na qual disse que os acionistas do Clarín estão sendo investigados por lavagem de dinheiro”, afirmou.

Cristina contou que a declaração sobre o processo por lavagem de dinheiro foi dada em resposta à pergunta de um repórter do próprio TV. “Isso não saiu na TN. Isso foi censurado pelos grandes líderes da liberdade de imprensa”, ironizou.

Com informações da agência Ansalatina.

2 comentários sobre “Presidente da Argentina diz ter sido censurada por TV do grupo Clarín”

  1. Pingback: Presidente da Argentina diz ter sido censurada por TV do grupo … – clarin

Deixe uma resposta