O medo acabou de ir embora

Por Gustavo Conde
Depois do general Heleno fazer o papel ridículo de ameaçar o país e ninguém levá-lo a sério, esse governo caiu no descrédito absoluto. Ficou claro que Bolsonaro:
1) Não manda na Polícia Federal;
2) Não manda nas Forças Armadas;
3) Não manda no governo;
4) Não manda mais nem nos bandidos que o elegeram.
Vou abrir divergência com o nobre José Dirceu e dizer: golpe militar é o escambau. Esse pessoal, além de brocha, é covarde. Não botam mais medo. O Brasil tem povo. Traumas do passado são traumas do passado. Basta de revivê-los como profetas agourentos.

Bolsonaro vai cair e o país vai se libertar dessa catástrofe humana. Não tem mais volta. Qualquer caos que vier será menor que o caos que aí está.
A conta chegou pra todo mundo, Globo, Folha, empresários, playboys do MBL, malucas do Largo São Francisco, terroristas-pastiche, tucanos ostracistas, coronéis fujões, apresentadores purulentos, youtubers vaselinas e colunistas de cativeiro.
Ninguém escapou ao terror humilhante de um dia ter trocado Haddad por Bolsonaro.
Eles vão gritar, vão espernear, vão continuar com a inveja terrificante do PT (que os paralisa e os confunde) e descerão o sarrafo mais uma vez na esquerda.
Mas o Brasil sempre foi assim. Ele está diferente agora, com um genocida fingindo que é presidente e tocando o terror em tudo e em todos.
É a lição amarga que nos chega a seu termo: não se pode brincar com a democracia nem com os sentidos da democracia.
Liberdade de expressão não é lixeira. Apologia à tortura é crime. Celebração da ditadura é cadeia.
Que venham todos mais uma vez criticar o PT de dia, de tarde, de noite. A gente atropela esses pobres estúpidos sem conteúdo e sem projeto e devolve o país ao povo soberano.
O medo acabou de ir embora.
Fonte: Brasil 247

Deixe uma resposta