Movimentos vão às ruas hoje protestar contra o golpe

image_largeFrente Brasil Popular acredita na mobilização para pressionar senadores a votarem contra a julgamento da presidenta Dilma Rousseff

Movimentos sociais e centrais sindicais que integram a Frente Brasil Popular, saem às ruas hoje (9), em diversas cidades do país, em defesa da democracia e para protestar contra o impeachment. Ao longo do dia, o Senado decide em plenário se abre processo contra a presidenta Dilma Rousseff por crime de responsabilidade, após aprovação em comissão especial.

Baseados em perícia do Senado e decisão do Ministério Público Federal, que afirmaram que as alegadas manobras fiscais não configuram crime de responsabilidade, os movimentos classificam o relatório do senador Antonio Anastasia (PSDB-MG), a favor do afastamento de Dilma, como um atentado à Constituição. Em nota, a Frente Brasil Popular afirma que o golpe institucional decorrente do impeachment tem como alvo “a classe trabalhadora, os setores populares, os direitos sociais, as liberdades civis e democráticas, o patrimônio público, a soberania e o Estado Nacional.”

O documento também expõe as contradições do governo interino, que adota discurso de austeridade, mas amplia o déficit público. Por outro lado, acaba com a obrigatoriedade de gastos governamentais em saúde e educação, impondo limites que significam um verdadeiro desmonte dos serviços públicos.

Eles também denunciam a diminuição de recursos em programas como o Minha Casa, Minha Vida e o Bolsa Família, e atacam a proposta de reforma da Previdência do governo Temer, que quer aumentar a idade mínima para acesso às aposentadorias e desvincular do salário mínimo o reajuste dos aposentados.

“Cientes de que as urnas não aprovariam o desmonte do patrimônio público e a retirada de direitos conquistados”, o governo golpista promove também a dilapidação do patrimônio público com privatização de empresas estatais no setor elétrico, nos portos e aeroportos, a venda de campos do pré-sal para corporações transnacionais e a venda de terras e demais recursos naturais ao capital internacional, segundo os movimentos.

Apesar da cobertura da grande mídia, que dá como certa a aprovação do impeachment de Dilma, os movimentos que compõem a Frente Brasil Popular acreditam que é possível reverter a decisão no Senado.

Em São Paulo, as manifestações têm início às 16h, com concentração no vão livre do Masp, na Avenida Paulista.

Fonte: Rede Brasil Atual
http://www.redebrasilatual.com.br/politica/2016/08/movimentos-vao-hoje-as-ruas-contra-o-golpe-do-impeachment-2301.html

Deixe uma resposta