Modelo neoliberal deteriorou emprego

O presidente do Conselho Regional de Engenharia, Arquitetura e Agronomia do Estado do Rio de Janeiro (Crea-RJ), Agostinho Guerreiro, apesar de identificar uma recuperação no mercado de trabalho, lembra as dificuldades dos engenheiros após a implantação do modelo neoliberal no país. “Muitos profissionais abandonaram a profissão para trabalharem até como motoristas de taxi”, disse.

Agostinho ressaltou também a importância da Petrobras para o desenvolvimento do país. “Patentes genuinamente brasileiras só existem onde a tecnologia brasileira tomou conta, como no caso da Petrobras”, salientou, em entrevista exclusiva ao jornal Monitor Mercantil desta sexta-feira (15), na página 3.

Deixe uma resposta