Julgar e punir os crimes contra a humanidade é preciso

Crimes contra a humanidade são imprescritíveis.

Julgar e punir os crimes contra a humanidade é preciso.

Não importa quem os tenha cometido ou esteja a os cometer.

Disto depende que o Brasil possa retornar ao mundo civilizado.

A delinquência política institucionalizada em boa parte do poder público, dever ser removida.

Como se refaz a cidadania?

Há todo um tecido de instituições, movimentos, entidades e pessoas por este país afora e fora do Brasil, empenhados/as em restabelecer a Política com “P” maiúsculo.

É a política que se faz com as pessoas, não apenas para as pessoas, como diz o Papa Francisco.

Esta soma de redes solidárias aponta o caminho.

Lembramos de quando a Argentina definhava sob a ditadura de Videla. O mundo inteiro deu as mãos para colaborar com o restabelecimento do estado de direito.

Tivemos 30.000 pessoas desaparecidas.

Quantas pessoas já morreram no Brasil como consequência da queda do regime constitucional pelo golpe de estado de 2016?

A Presidenta Dilma Rousseff foi destituída ilegalmente, sem prova de delito cometido.

Atualmente as provas de total falta de humanidade –bem como de idoneidade moral– do atual presidente do Brasil são claras e evidentes.

O que está a faltar para demovê-lo?

Julgar e punir os crimes contra a humanidade é preciso.

 

 

 

 

 

 

Deixe uma resposta