Fiocruz desmente siderúrgica TKCSA em documento encaminhado ao Ministério Público

Protesto contra a TKCSA durante audiência pública no Rio. Foto retirada de racismoambiental.net.br
Protesto contra a TKCSA durante audiência pública no Rio. Foto retirada de racismoambiental.net.br

A ThyssenKrupp Companhia Siderúrgica do Atlântico (TKCSA), empresa investigada por causar danos ao ambiente e à saúde da população do Rio de Janeiro, citou a Fiocruz de forma indevida em material institucional distribuído em audiência pública.
Quem fez a afirmação foi a própria instituição, em um comunicado divulgado nesta terça-feira (8). A Fiocruz informou que não assinou o relatório que desvincula a poluição gerada pela siderúrgica das condições de saúde da população, e afirmou questionar esse documento.
“A TKCSA tem citado o relatório como resultado de uma suposta auditoria de saúde, uma das exigências do Termo de Ajustamento de Conduta (TAC) a que a empresa responde, e que vence em 15 de abril”, diz o comunicado
Acesse o documento que a Fiocruz encaminhou ao Ministério Público do Rio de Janeiro, negando a participação no relatório, clicando aqui.
Conheça todas as denúncias contra a TKCSA clicando aqui.

Deixe uma resposta