Equador assume controle de petrolífera estadunidense

De Brasilia, da Agência Notícias do Planalto, Marina Mendes

A empresa estatal equatoriana Petroequador assumiu nesta quinta-feira (18) o controle de todos os campos da empresa petroleira estadunidense Oxy. O ministro de Energia do Equador, Ivan Rodrigues, anunciou a suspensão do contrato entre o governo e a empresa. A Oxy foi acusada de transferir ilegalmente os direitos de 40% do campo petrolífero para outra companhia, conhecida como Encana, mas as autoridades do Equador não foram informadas sobre a transação e, assim, a empresa feriu as leis nacionais.

A petrolífera dos Estados Unidos apresentou um recurso de intervenção internacional contra a anulação do contrato, mas advogados advertiram que essa ação não tem validade porque o documento exclui a possibilidade de intervenção quando a legislação nacional é violada. Especialistas políticos afirmam que esta decisão foi influenciada pela nacionalização de gás e petróleo pelo governo da Bolívia e a constante pressão social que mobilizou mais de cinco mil pessoas para exigir a suspensão do contrato nos últimos dias em todo o país. Com esta decisão, o Equador se retira de maneira definitiva das negociações do Tratado de Livre Comércio com os EUA. (Para ouvir a matéria em MP3 clique aqui)

Deixe uma resposta