Começar de novo

A entrevista de Lula a veículos da mídia progressista ontem, teve a virtude de passar as coisas a limpo, mais uma vez. Em um cenário político e social marcado pela ambivalência ou a descarada falsidade, vimos sinceridade.

As palavras são para dizer o que as coisas são, e Lula disse. Precisamos voltar ao regime democrático abolido pelo golpe de estado de 2016. Voltar para uma economia e sociedade pautadas pela pessoa como objetivo e finalidade.

O mercado, o dinheiro, o lucro, não podem e não devem prevalecer por sobre a vida humana. Precisamos voltar mais uma vez para a felicidade. Comer todo dia e de maneira adequada e saudável.

Ter direito a um salário e a uma aposentadoria digna. Ter direito a existir, não importa qual seja a cor da pele ou a opção sexual. Sair de uma vez do abestalhamento que tomou conta de boa parte da população brasileira, que optou pela burrice e pela ignorância, e não pela educação, a cultura, a ciência e a consciência.

Deixe uma resposta