Artistas do mundo todo unem-se em campanha da UNESCO contra o racismo

Diante das crescentes manifestações de racismo no mundo todo, personalidades se uniram à Organização das Nações Unidas para a Educação, a Ciência e a Cultura (UNESCO) em um vídeo para a campanha Unidos Contra o Racismo, lançado no início do mês (6). O cantor e compositor brasileiro Gilberto Gil está entre os artistas participantes.

Ao lado da diretora-geral da UNESCO, Audrey Azoulay, o filme em preto e branco de 2 minutos e 41 segundos apresenta mensagens de personalidades do cinema, da mídia, da música, do esporte e da ciência

Participam Charlotte Gainsbourg, Freida Pinto e Naomi Campbell; os embaixadores de boa vontade da UNESCO Jean-Michel Jarre, Jorge Ramos, Sumaya bint Al Hassan, Bobi Wine, Herbie Hancock e Forest Whitaker; os artistas pela paz da UNESCO Marcus Miller, Yalitza Aparicio, Rossy de Palma e Gilberto Gil; os campeões pela educação de mulheres e meninas da UNESCO Nadia Nadim, Amadou Gallo Fall e Ada Hegerberg.

A UNESCO está na vanguarda da luta contra o racismo desde sua criação em 1945. Em 1978, adotou a Declaração sobre Raça e Preconceito Racial, que reafirma que “todos os seres humanos pertencem à mesma espécie e têm a mesma origem. Nascem iguais em dignidade e direitos, e todos formam parte integrante da humanidade”.

Saiba mais sobre o trabalho da UNESCO no combate ao racismo e a exclusão no Brasil nas áreas de:

Mais sobre o trabalho da UNESCO para combater o racismo e a exclusão no mundo (em inglês).

Fonte: Nações Unidas – Brasil

(12-08-2020)

Deixe uma resposta