Argentinos vão às ruas em solidariedade a Chávez

“Queremos lhe dedicar este abraço”, diz a carta enviada a Hugo Chávez pelos militantes (Foto: Leandro Teysseire)
Os argentinos foram às ruas em Buenos Aires na terça-feira, dia 8, em solidariedade ao presidente venezuelano Hugo Chávez, que continua em situação de risco após cirurgia realizada em Havana (Cuba) no dia 11 de dezembro. A marcha foi patrocinada por vários partidos e movimentos sociais, muitos deles aglutinados em Unidos e Organizados, articulação política que apoia o governo de Cristina Kirchner, conforme noticiário do jornal Página/12, edição do dia 9. A chamada “caravana pela Pátria Grande e por Hugo Chávez” terminou na porta da embaixada da Venezuela, no bairro de Belgrano, onde foi lida uma carta encaminhada ao líder da Revolução Bolivariana.
Alguns trechos da carta: “Desde este rincão da Pátria Grande queremos lhe dedicar este abraço (…) Aqui estamos com alegria e incerteza, mas com amor. Como você nos ensinou, com o sorriso que instalou em nossos rostos e com a firme vontade de continuar a luta (…) Você, comandante, o conquistou e aqui estamos nós, o povo argentino, para lhe agradecer, para jurar que estaremos firmes seguindo seus ensinamentos, defendendo nossas conquistas e batalhando sem trégua (…) Que tudo o que você deu pela unidade desta Indo-américa junto com Néstor e Cristina o traga com vida”.
O povo argentino não esquece que Chávez foi um dos primeiros chefes de Estado a, prontamente, dar apoio ao país quando ele foi ao buraco nos primeiros anos do século após a calamidade econômica e social patrocinada pelo neoliberalismo. Chávez e os ex-presidentes Néstor Kirchner e Lula foram os principais bastiões da integração soberana da América Latina, cujo marco basilar foi a derrocada – em 2005, na cúpula de Mar del Plata (Argentina) – da Alca (Área de Livre Comércio das Américas), projeto de neocolonização do império estadunidense.
Como já o fizeram outros presidentes da região, a presidenta Cristina Kirchner anunciou que fará uma visita a Chávez. Conforme informações da imprensa, ao iniciar mais um giro internacional, ela terá a capital cubana como sua primeira escala, na sexta-feira, dia 11.
(*) Jadson Oliveira é jornalista baiano e vive viajando pelo Brasil, América Latina e Caribe. Atualmente está em Salvador, após quatro meses de Venezuela e passagem por São Paulo e Cuba. Mantém o blog Evidentemente (blogdejadson.blogspot.com).

Deixe uma resposta