Alerj apura denúncia de falta de agentes penitenciários

Do Jornal Correio do Brasil – As comissões de Defesa dos Direitos Humanos e Cidadania e de Segurança Pública e Assuntos de Polícia da Assembléia Legislativa do Rio (Alerj) vão realizar, nesta sexta-feira, uma audiência conjunta para apurar as denúncias feitas, na semana passada, pelo ex-subsecretário adjunto de Unidades Prisionais do Estado, coronel Francisco Spargoli Rocha, de que não há agentes penitenciários suficientes para a segurança dos diretores de presídios no Rio.

Para isso, os presidentes das duas comissões, respectivamente, os deputados Alessandro Molon (PT) e Wagner Montes (PDT), aprovaram a convocação do secretário de Estado de Administração Penitenciária, Cesar Rubens Monteiro de Carvalho, que não compareceu ao último encontro. Os parlamentares investigam quais foram as circunstâncias do assassinato, no último dia 16, do diretor do presídio Bangu 3, tenente-coronel José Roberto do Amaral Lourenço. Leia na íntegra clicando no título.

Deixe uma resposta