Viúva de Paulo Freire faz carta de repúdio à Revista Veja

Na edição de 20 de agosto, a revista Veja publicou a reportagem O que estão ensinando a ele?. De autoria de Monica Weinberg e Camila Pereira, ela foi baseada em pesquisa sobre qualidade do ensino no Brasil. Entre as linhas da reportagem podemos encontrar isso:

“Muitos professores brasileiros se encantam com personagens que em classe mereceriam um tratamento mais crítico, como o guerrilheiro argentino Che Guevara, que na pesquisa aparece com 86% de citações positivas, 14% de neutras e zero, nenhum ponto negativo. Ou idolatram personagens arcanos sem contribuição efetiva à civilização ocidental, como o educador Paulo Freire, autor de um método de doutrinação esquerdista disfarçado de alfabetização […]”

Em resposta, Nita, viúva de Paulo Freire, publicou no blog do jornalista Luis Carlos Azenha (www.viomundo.com.br) uma carta de repúdio: “Como educadora, historiadora, ex-professora da PUC e da Cátedra Paulo Freire e viúva do maior educador brasileiro PAULO FREIRE — e um dos maiores de toda a história da humanidade –, quero registrar minha mais profunda indignação e repúdio ao tipo de jornalismo, que, a cada semana a revista VEJA oferece às pessoas ingênuas ou mal intencionadas de nosso país. […]”

Você pode ler a carta na íntegra clicando no título, no Em Dia Com a Cidadania.

Deixe uma resposta