Uma tarefa de todxs

Nestes últimos três anos, tenho participado da resistência democrática ao processo de destruição da democracia brasileira, executado pela direita fascista, a través de um judiciário que age fora da lei, uma imprensa que nega a verdade e distorce a realidade, e um parlamento claramente corporativo e privatista, em nada apto para gerir o pais, uma vez que vive para os privilégios, de costas para a cidadania.

Esta resistência tem me servido para ampliar os horizontes da minha vida para além do habitual. Voltei às ruas. Voltei a valorizar o que parecia um bem alcançado, e a salvo de qualquer ameaça: a liberdade de expressão, a constituição e as leis, os direitos sociais e humanos, o direito às diferenças e à divergência.

Não poderia fazer um balanço do que tem sido e está sendo esta luta. Apenas sei que não poderia deixar de cumprir com esta tarefa, que me une com todo um setor popular e democrático que hoje está tentando unificar forças na tentativa de restituir a democracia ao Brasil.

Não apenas a democracia como sistema de governo, o que em si mesmo já é valioso, mas ainda mais: devolver a este país a democracia como forma de vida, em que todxs tem direito à existência, independentemente de opção ideológica ou religiosa, independentemente de nível de renda ou instrução, pelo simples fato de sermos humanxs. Será uma tarefa infinita. Toda pessoa de bem tem um lugar nesta luta.

Deixe uma resposta