Trabalhadores fazem jejum no Rio em apoio a Dom Luiz Cappio

No município de Campos, Rio de Janeiro, cerca de 20 representantes de movimentos sociais estão em jejum desde a manhã desta segunda-feira, dia 10 de dezembro. Este ato é em solidariedade a Dom Luiz Cappio, Bispo da Diocese de Barra (Bahia), que desde o dia 27 de novembro está jejuando em protesto a implementação do projeto de Transposição do rio São Francisco.

O ato está concentrado na Praça São Salvador, centro de Campos. Estão presentes o Movimento dos Trabalhadores Rurais Sem Terra (MST), a Comissão Pastoral da Terra (CPT), a comunidade quilombola dos Carambinho, os Padres Redentoristas e alunos e professores da Universidade Estadual do Norte Fluminense (UENF).

Este protesto faz parte de diversas manifestações que estão ocorrendo no Brasil contra a Transposição do Rio São Francisco e pela vida de Dom Luiz Cappio. No Rio de Janeiro, está acontecendo um seminário para lembrar o Dia Internacional dos Direitos Humanos. O seminário acontece de, de 10h às 18h, no Plenário Barbosa Lima Sobrinho – Palácio Tiradentes.

Informações à imprensa:
Carol – (22) 9925.0981
Léo Haua – (21) 8224.0224

_______________________________________
Lembre-se que você tem quatro opções de participação: (I) Um email de cada vez; (II) Resumo diário; (III) Email de compilação; (IV) Sem emails (acesso apenas online). Para cancelar, responda solicitando. [www.consciencia.net/agencia]

2 comentários sobre “Trabalhadores fazem jejum no Rio em apoio a Dom Luiz Cappio”

  1. Caros Senhores e Senhoras grevo-fomistas,
    Vossa Senhoria está chegando atrasada. Uma grande maioria de nordestinos tem feito, involuntariamente, greve de fome há séculos.
    Além do mais, aproveitndo o tema, o bispo e seus simaptizantes deveriam fazer greve é de sede.
    Que tal?
    {8¬)
    http://shasca.blogspot.com

Deixe uma resposta