Tele-Rio editorial

Por Ivson Alves

   O povo do marketing deve estar até emocionado (dentro do que alguém de mkt pode se emocionar com alguma coisa, claro…). A edição do Globo de hoje traz para a realidade o sonho que papas do mkt, como Kotler e outros, não confessavam nem para si mesmos: transformar os jornalistas em força de vendas, expressão bacana que substitui o velho e individualista vendedor.

   Pois vender foi o que fizeram os coleguinhas que participaram da matéria sobre TV Digital no principal jornal das Organizações Globo. E, vamos dizer logo, o fizeram com uma competência extraordinária. Mostrando amplo domínio dos métiers jornalístico e vendedor, eles não esconderam que a TV Digital no Brasil só vai ser realidade lá para a Copa de 2014 (se tudo der certo), mas colocaram o seu melhor mesmo em seduzir o futuro comprador com informações sobre a melhoria da imagem, do som e possibilidade de interatividade etc da tecnologia digital.Falaram apenas de passagem sobre o elevadíssimo custo da transição – e mesmo assim quase que só para o consumidor final, reservando poucas palavras para os incentivos (no último parágrafo da primeira matéria) – que será pago por toda a sociedade (é, acabaremos pagando duas vezes).

   Os cuidados acima, claro, foram esquecidos na superreco com o ministro da Globo. Nessa, as levantadas de bola foram de fazer babar de inveja o Ricardinho, mas o ministro, coitado, não é o Giba. Vai daí que acusou as empresas européias de estarem sabotando o sistema brasileiro ao cobrarem o preço real dos conversores (R$ 1 mil contra os R$ 200 prometidos por ele) e, na sua fúria, arrebentou a geografia: botou a Coréia (origem da Samnsung) e o Japão (berço da Sony) na Europa.

   Essa bobagem, porém, não é importante. É apenas mais um “causo” para o já extenso anedotário do ministro da Globo. O importante mesmo – como diria o Banco Real, já que estamos falando de mkt bem-feito – é que, finalmente, a sinergia das Organizações Globo mostrou seu lado bom para os coleguinhas, cuja empregabilidade aumentou. Agora, além de emprego como jornalistas, poderão se candidatar a postos na Tele-Rio. Talento para vendas, pelo menos a galera que assinou as matérias do Globo de hoje mostrou que tem de sobra.

Deixe uma resposta