Retrospectiva 2021: PT prioriza ações de combate à fome no Brasil

Após retrocessos como o fim do Bolsa Família, o PT Solidário firmou-se como frente de luta: em 2021, mais de mil toneladas de alimentos foram arrecadadas para ajudar 19 milhões em insegurança alimentar

O combate à fome e à miséria sofre dura regressão desde o golpe contra Dilma Rousseff, em 2016. Graças ao descaso de Temer e Bolsonaro com as áreas sociais, o Brasil foi empurrado de volta ao Mapa da Fome. Atualmente, o país agoniza com mais de 19 milhões de pessoas em situação de vulnerabilidade alimentar e o Partido dos Trabalhadores (PT) permanece na luta para garantir o que é direito fundamental para o povo brasileiro.

Programas sociais dos governos Lula, como o Fome Zero e Bolsa Família, Mais Alimentos e o de Aquisição de Alimentos para a Merenda Escolar são exemplos, inclusive premiados, do legado do PT.

Em 20 de outubro de 2003, o presidente Lula assinava a Medida Provisória nº 132, criando o Bolsa Família. Anos mais tarde, o maior programa de combate à pobreza que já existiu no mundo receberia importantes prêmios internacionais, seria copiado por dezenas de países, incluindo alguns ricos, como a Itália, e, o que é mais importante, ajudaria o Brasil a acabar com a fome.

Hoje, o Bolsa Família não existe mais. Em 9 de agosto de 2021, Jair Bolsonaro cometeu a irresponsabilidade de assinar outra medida provisória, de número 1.061, acabando com o programa. No lugar, colocou uma proposta improvisada chamada Auxílio Brasil.

A dura crise brasileira econômica, social e política diante da pandemia da Covid-19 também trouxe ações do partido como a luta pelo auxílio emergencial e a campanha nacional PT Solidário.

De acordo com dados do VISDATA, um total de 5.627.523 beneficiários do Auxílio Emergencial no Nordeste foram excluídos do novo programa instituído pelo governo Bolsonaro, enquanto que mais de 57 mil famílias da região Nordeste beneficiárias do antigo Bolsa Família também foram excluídas. Mapa da exclusão de Bolsonaro atinge 5,6 milhões no Nordeste

PT Solidário

Desde 31 de março, o Partido dos Trabalhadores lançou a campanha de solidariedade para combater a fome no país. Com sete ações nacionais, levando o povo brasileiro às ruas, foram arrecadadas mais de 1000 toneladas de alimentos.

A iniciativa de arrecadação de alimentos é permanente e as doações são arrecadadas pelos Diretórios Municipais do Partido dos Trabalhadores, Comitês Lula Livre e outros pontos de coleta e entregues a entidades solidárias, que fazem a distribuição às famílias carentes em todas as regiões do país.

Fonte: PT

(30-12-2021)

Deixe uma resposta