Repórter atingido por artefato no Rio precisa de doação de sangue O+ ou O-

Repórter no momento em que foi atingido.
O repórter cinematográfico Santiago Ilídio Andrade, internado em estado grave no Hospital Municipal Souza Aguiar, no Rio, precisa de sangue O+ ou O-.
Quem puder doar, é só ir no HemoRio, rua Frei Caneca, 8, das 7h às 18h, de domingo a domingo.
Santiago é uma das mais graves vítimas da violência durante manifestações no Rio de Janeiro. Ele foi ferido por uma explosão de um artefato que, segundo as investigações policiais, foi detonado por civis que cometeram o crime durante o ato de protesto contra o aumento das passagens de ônibus desta quinta-feira (6), na Central do Brasil.
Boletim médico divulgado no sábado (8) pela Secretaria Municipal de Saúde afirma que Santiago continua internado no Centro de Tratamento Intensivo (CTI) do Souza Aguiar.
Ele está em coma induzido e passou uma neurocirurgia. O cinegrafista teve afundamento do crânio e perdeu parte da orelha esquerda. A cirurgia durou cerca de quatro horas e terminou por volta de meia-noite e meia, segundo o jornal O Globo.

Deixe uma resposta