Por que vou votar em Lula-Alckmin?

Porque necessito de um mínimo de segurança para poder tocar a vida em frente. Mais livros, menos armas.

Porque já vi que a parceria operário-empresarial, que deu certo nos governos Lula, é boa para o conjunto da nação e do povo. Todo mundo ganha, e há um clima de alegria e felicidade. Isso é muito bom! Ninguém precisa sofrer para que outros ou outras desfrutem!

Porque quero completar o meu processo de humanização, completar o que tenho que aprender para ser de fato uma pessoa melhor. Preciso das demais pessoas, da cooperação, da solidariedade, da proximidade com os e as diferentes.

O incentivo ao ódio, o desrespeito e a segregação social, a exclusão social, me doem profundamente, e atrapalham demasiadamente o meu processo evolutivo.

Estas são algumas das minhas razões. Há mais. Migrante acolhido no Brasil em tempos difíceis, quero que esta volte a ser uma terra de acolhimento. Chega de perseguições, assassinatos, mortes evitáveis! Respeito à vida!

A omissão, o silêncio, enquanto a barbárie se espalha e continua a amedrontar, paga-se muito caro.

As mortes das pessoas que foram assassinadas por motivos políticos nestes últimos anos, vão pesar na consciência de quem se omitir.

Posso lhes assegurar que não desejo a ninguém, ter que viver com esse peso na consciência.

Mesmo que você não tenha concordado com esses assassinatos, eles irão lhe atormentar pelo resto da sua vida. Eu sei o que lhe digo.

É melhor prevenir. Agir certo. Atuar de acordo com a nossa consciência.

Finalmente, mas não menos importante. Eu não quero ficar de fora da reconstrução do Brasil. Fiz a minha parte pela reconstrução social e nacional na Argentina, e continuarei a colaborar para reconstruir o Brasil. Como? Não me escondendo, dando a cara, dando as mãos, fazendo juntos e juntas, que é o que sei fazer. Fiz e continuarei a fazer. Para não me esquecer de mim.

5 comentários sobre “Por que vou votar em Lula-Alckmin?”

  1. Palavras assertivas de quem vem de uma história de reconstrução democrática em seu país e hoje engrossa nossas fileiras de reconstrução civilizatória. Estamos contigo, meu irmão Rolando Lazarte, que aqui é tão bem-vindo.

  2. Eu acredito em palavras que não são só palavras , mas revelação de compromisso corajoso, testemunhos de vida. É o seu caso , Rolando ! Sempre seu admirador !

Deixe uma resposta