População: Estados Unidos reduzem a ajuda humanitária

Por Thalif Deen, da IPS

Uma possível redução orçamentária de 25% na ajuda internacional de populações para 2008 pelos Estados Unidos afetará sua guerra contra o terrorismo, alertou a Population Institute, organização não-governamental com sede em Washington. Seu presidente, Lawrence Smith, disse que especialistas em segurança e inteligência, incluída a Agência Central de Inteligência (CIA), “alertaram por várias vezes que os países abaixo da escala de desenvolvimento, com altos índices de fertilidade e uma vasta população de jovens, são propícios para o recrutamento terrorista”.

“Por que não haverá fundos para serviços claramente voltados a um dos fatores-chave que contribuem com a existência, a maior quantidade e a falta relativa de progresso nas condições de vida nos países mais pobres?”, perguntou Smith. “É claro que a prevenção é mais rentável e precisamos restaurar os fundos nesse âmbito”, disse à IPS, acrescentando que “esse é outro aspecto surpreendente de um presidente (George W. Bush) que trava uma guerra mundial contra o terrorismo”.

Smith recordou que Bush pedira uma redução para o ano fiscal 2008, que começa em outubro, de US$ 116 milhões nos fundos de população, que neste período são de US$ 434 milhões. Em 2005, esses fundos foram de US$ 437 milhos e em 2006 de US$ 436 milhões. Com base em estatísticas do Banco Mundial, Smith diz que em nove dos 10 países classificados como “severamente frágeis”, os jovens menores de 15 anos constituem 40% ou mais da população. Leia mais clicando no título.

Deixe uma resposta