Mídia corrupta: apoiada por uma oposição de corruptos e ladrões

Democracia sem responsabilidade da mídia é uma vergonha. Em termos de jornalismo eu falo para alunos e amigos: eu só acredito pensando. Ao contrário do ler e ver que dizíamos, eu só acredito lendo, ou eu só acredito vendo, agora é ver e duvidar, ouvir e suspeitar, ler e criticar (…) Por Silas C. Leite.

Deu na Veja? Então não significa nada. Deu em nada. A Veja é tendenciosa, imparcial – seus donos Civitas foram expulsos da Argentina – ou seriam presos. Aqui atua na oposição suspeita, amoral e leviana. Já pensou? Deu na Folha? A Folha comete Falhas. Já vendeu assinaturas perpétuas depois deu no que deu. Apoiou Collor. O Estadão ataca o Lula mas preserva o Pinóquio de Chuchu. Mas o Estadão não apoiou a canalha de 64? Pois é. Que vergonha. Já pensou que acervo midiático rastaquara? Sai de baixo.

Deu na Rede Globo? Duvide. Mude da canal. Duas caras, essas coisas. Jornal Neoliberal. O medo do Lula gera monstros. Os podres da pior oposição da história da República aparecem. Mídia podre. Num belo cartun, publicado na Revista do Brasil (Edição Número Seis), o humorista Maringoni, num desenho entitulado “Curso de Jornalismo Rápido”, com subtítulo “Como funciona o monopólio da mídia nas eleições” mostra uma máquina de moer carne que tem embaixo a palavra Verdade em vermelho, e, em cima, passando sobre a moenda, os dizeres (referindo-se à mídia brasileira): Boatos, Lobbies, Negociatas, Favorecimentos, Adulterações Primárias, Interesses Confessáveis e Inconfessáveis, Especulações, Difamações, Jabás, e, por fim, ainda, Mutretas, Acobertamentos, Falsificações, Calúnias, Malandragens. Tudo isso bem qualificado.

Já pensou que Imprensa, Jornalismo, Mídia? Lindo. Jóia. Dizem que alguns professores universitários acadêmicos de alto quilate e gabarito, mandaram copiar o cartun em banners enormes, e deram uma semana de aula em importantes e éticos Cursos de Jornalismos na USP, em Escolas Federais e uma ou outra Universidade privada de renome nesse campo. Já pensou? Claro que, não estamos num país de santos, não temos políticos santos, mas ter uma imprensa vendida é dose, fere a própria instituição democrática.

O que era para ser no bom sentido Quarto Poder, vira uma espécie de crime organizado da mídia, salvo honrosas exceções. Os maiores corruptos e ladrões do Brasil têm jornais, rádios, canais de tevês, pior, compõem na sua maioria uma oposição contra o governo Lula. Liberdade de Imprensa é outra coisa. Democracia sem responsabilidade da mídia é uma vergonha. Em termos de jornalismo eu falo para alunos e amigos: eu só acredito pensando. Ao contrário do ler e ver que dizíamos, eu só acredito lendo, ou eu só acredito vendo, agora é ver e duvidar, ouvir e suspeitar, ler e criticar.

Os tempos são outros. Os podres aparecem de lado a lado. A Rede Globo em decadência, a Veja quebrando, como é que agiotas do capital estrangeiro, que ganharam com as privatizações roubos (privatarias) tucano-liberais do demo, vão se sustentar no capitalhordismo americanalhado. Pois é. Estão na oposição rastaquara e salve-se quem puder. O “interesse Brasil” é outra coisa. Não acredite naqueles que fizeram você eleger Collor, Maluf, FHC, Geraldo Alckmin, Kassab, Pita, ACM, Agnaldo Timóteo… Clodovil. Pense e fique de olho. Seja você também o seu próprio observatório da imprensa.

Silas C. Leite é leitor Consciência.Net (poesilas@terra.com.br)

_______________________________________
Lembre-se que você tem quatro opções de entrega: (I) Um email de cada vez; (II) Resumo diário; (III) Email de compilação; (IV) Sem emails (acesso apenas online). Para cancelar, responda solicitando. [www.consciencia.net]

Deixe uma resposta