Manifestação eleitoral termina com tumulto em João Pessoa

pbFiscais da Justiça Eleitoral e a Polícia Militar estiveram no local para coibir o ato ocorrido no campus da Universidade Federal da Paraíba.
Um estudante foi detido por desacato a autoridade, na tarde desta quinta-feira (16), dentro do campus da Universidade Federal da Paraíba (UFPB). A prisão aconteceu durante uma manifestação eleitoral em apoio à candidata à presidência Dilma Rousseff (PT). Fiscais da Justiça Eleitoral e a Polícia Militar estiveram no local para coibir o ato, pois segundo o juiz da propaganda eleitoral da capital, Ricardo da Costa, não é permitida a propaganda política dentro de prédios públicos.
“A fiscalização foi acionada através de ligações recebidas no disque denúncia, relatando duas manifestações distintas em apoio aos candidatos (à presidência) dentro da instituição de ensino”, explicou o Juiz, Ricardo da Costa Freitas.
Um dos manifestantes, Walberto Alves, estudante do curso de Mídias Digitais, da UFPB, afirmou que a Polícia Militar usou spray de pimenta e uma arma de choque em uma das pessoas que estavam na manifestação a favor de Dilma. O encontro foi marcado através de uma rede social. “A Polícia Militar apareceu no local, questionando as pessoas sobre o uso de bandeiras. Então, algumas pessoas começaram a realizar discursos, porém um exaltou-se com a polícia. Nesse momento, os policiais usaram o spray de pimenta e uma arma de choque”, disse
Em nota, a Polícia Militar disse que uma guarnição da Força Tática do 1º Batalhão esteve no local apenas para apoiar a coordenação de fiscalização da campanha eleitoral do Tribunal Regional Eleitoral, e durante a fiscalização, um dos integrantes teria desacatado a equipe do TRE e recebeu voz de prisão por parte dos próprios fiscais da justiça eleitoral, que solicitaram que a polícia conduzisse o cidadão.
Segundo a polícia, várias pessoas que cercavam os policiais ameaçaram impedir a ação e agredir tanto a guarnição como os próprios integrantes da equipe do Tribunal Regional Eleitoral, o que, de acordo com os policiais que estavam no local, provocou a necessidade do uso de spray de pimenta. A polícia não falou sobre uso da arma de choque.
De acordo com a assessoria de imprensa da Polícia Federal, o estudante detido ainda será ouvido.
Fonte: Jornal da Paraíba
http://www.jornaldaparaiba.com.br/noticia/137004_manifestacao-eleitoral-termina-com-tumulto-em-joao-pessoa

Deixe uma resposta