Feminização do Parto: palestra na Fiocruz nesta quinta (28/7)

A palestra será proferida pela pesquisadora do Núcleo de Estudos Transdisciplinares de Comunicação e Consciência da UFRJ (NETCCON), Estelita Oliveira de Amorim Ouriques, e será no Grupo Direitos Humanos e Saúde da ENSP (DIHS).

Local: Sala 901 do Prédio da Expansão, Fiocruz – Av. Brasil, 4365 – Manguinhos

Data: 28/07/2011

O evento começa às 14h e é aberto aos interessados. O NETCCON tem o objetivo de contribuir, pela aproximação entre o psíquico e o social, para a inovação democrática e sustentável frente ao desafio de comunicar, e assim qualificar a gestão, as políticas públicas, a responsabilidade socioambiental, o jornalismo social e projetos de vidas e carreiras.

O título completo da atividade é “Feminização do parto: uma questão de tempo e respiração para construção de estados mentais de DDHH e saúde”.

Resumo: O empoderamento do feminino na mulher gestante e na equipe do parto. Tempo e respiração como a base das perspectivas civilizatórias. A centralidade da desaceleração e a questão do medo e da entrega. Práticas respiratórias e seus efeitos. O corpo e a construção de estados mentais favoráveis ao parto orientado pelos Direitos Humanos e Saúde.

A professora Estelita, Yogaterapeuta, casada e mãe de um filho e uma filha, professora de Yoga Integral, membro da ANYI-Associação Nacional de Yoga Integral e do Sindicato dos Profissionais de Yoga do Estado do Rio de Janeiro-SINPYERJ, é também Massoterapeuta Ayurveda e certificada internacionalmente no Método Dorn.

Há mais de 20 anos pratica Yoga e aprofunda a aplicabilidade contemporânea de conceitos centrais de Sri Aurobindo. Ministra Aulas de Yoga Integral desde 1997 e atende em consultório na Tijuca. É também Consultora Associada do NETCCON-ECO-UFRJ, onde aproxima o conceito de Supramente de Sri Aurobindo da Economia Psicopolítica da Comunicação e da Cultura, criada pelo Prof. Dr. Evandro Vieira Ouriques.

Deixe uma resposta