Entidades lançam campanha pela redução da desigualdade social no Brasil

No dia 11 de maio, o Conselho Federal de Economia junto com outras 25 entidades lançaram a Campanha pela Redução da Desigualdade Social no Brasil.

Um dos eixos da campanha é a mudança do atual modelo tributário. O Brasil é um dos países de maior desigualdade social no mundo: os seis maiores bilionários brasileiros têm riqueza equivalente à metade mais pobre da população brasileira – 103 milhões de pessoas. No Brasil, 72% da arrecadação de tributos estão concentrados sobre o consumo e sobre a renda do trabalho. Enquanto na média dos países da OCDE a tributação sobre a renda do capital e da riqueza é de 67%, em nosso país é de apenas 28%, na contramão do restante do mundo.

No evento de lançamento, realizado na Câmara dos Deputados, foi lançada também uma consulta pública sobre iniciativas que possam contribuir para diminuir as diferenças sociais.

A Campanha pela Redução da Desigualdade Social no Brasil está estruturada em cinco eixos principais: Mudar o modelo tributário; Preservar e ampliar os direitos sociais; Preservar e ampliar políticas públicas de valorização do trabalho e da educação; Reforçar a função social do Estado; e Ampliar a democracia e a participação social.

Entre as entidades que apoiam a iniciativa estão a Oxfam Brasil, Conferência Nacional dos Bispos do Brasil (CNBB), Ordem dos Advogados do Brasil (OAB), o Instituto de Estudos Socioeconômicos (Inesc) e as centrais sindicais.

Fonte: Mobilizadores
http://www.mobilizadores.org.br/noticias/entidades-lancam-campanha-pela-reducao-da-desigualdade-social-no-brasil/?eixo=

Deixe uma resposta