Direitos Humanos no Brasil

A comunidade internacional provou a sua incapacidade para prevenir o golpe de Estado de 2016 no Brasil. A situação dos direitos humanos no Brasil é lamentável. Prisões de pessoas que não foram julgadas. Julgamentos políticos que configuram perseguição a inimigos das classes dominantes.

Assassinato de crianças. A execução de Marielle Franco, vereadora do PSOL-RJ. É melhor que prestemos atenção ao que está ocorrendo no Brasil. Isto é pior do que uma ditadura. É o terrorismo de Estado dissimulado sob uma máscara de legalidade inexistente. Não esperem para contar mortos/as. Não esperem cifras de pessoas executadas para preencher relatórios.

Os organismos internacionais de Direitos Humanos podem provar a sua eficácia na defesa da vida humana prestando atenção ao que ocorre no interior do Brasil. Quem já viveu situações semelhantes sabe que as sequelas dos regimes de terrorismo de Estado não se apagam.

Os organismos internacionais não podem cultivar a hipocrisia e a falsidade prestando homenagem às pessoas que foram ou ainda são torturadas, ao invés de evitar que o sejam! O burocratismo não pode estar à frente da proteção da vida humana.

Os Direitos Humanos não dependem de opções ideológicas, políticas ou partidárias. Os organismos internacionais como a ONU e a OEA foram criados para manter a justiça e o respeito aos Direitos Humanos, entre outros objetivos. É hora de provar se isso é real!

Um comentário sobre “Direitos Humanos no Brasil”

  1. Pingback: Direitos Humanos no Brasil – LiberaPensado

Deixe uma resposta