Declaração Universal dos Direitos Humanos

A ruptura da ordem constitucional pelo golpe de estado de 2016 afastou o Brasil do conjunto das nações civilizadas. Restabeleceu-se o império do arbítrio e a perseguição política. Defendemos a necessidade do retorno à vigência plena da Constituição e das leis.

O regime ilegal instaurado a partir das eleições fraudulentas de 2018 é uma ofensa para a humanidade. Reivindicamos que cada cidadã, cada cidadão, a comunidade como um todo, restabeleça em si e à sua volta, a plena vigência da Declaração dos Direitos Humanos proclamada pela ONU.

A humanidade não pode estar a mercê de quadrilhas ou grupos de poder filiados a esta ou àquela ideologia. Se algo aprendemos nestes anos de quebra da ordem social e política, é que somente o poder popular e cidadão unificado na sua diversidade e nas especificidades setoriais, poderá refazer esta nação.

Leia aqui na íntegra:

Clique para acessar o 1948%20Declara%C3%A7%C3%A3o%20Universal%20dos%20Direitos%20Humanos.pdf

Deixe uma resposta