De onde vem a tua força?

Hoje tenho feito para mim mesmo esta pergunta, várias vezes. De onde vem a minha força? Quando me fiz esta pergunta nessas diversas oportunidades, vi uma correnteza de água. Um rio interior. De onde vem a minha força? A pergunta me traz de volta para mim mesmo. Esta pergunta nos é feita (e a fazemos aos demais) nos cursos de formação em Terapia Comunitária Integrativa.

Hoje de manhã, ao me fazer a pergunta, senti uma força. A minha força vem de mim mesmo. Vem das minhas buscas. Vem das minhas raízes. Vem do meu amor. Vem da minha experiência. Vem da minha fé. Vem da minha capacidade. Vem da minha história de vida. Vem dos meus sonhos. Vem da minha indecisão. Vem das minhas escolhas. Vem da minha família. Vem dos meus amigos e amigas. Vem da minha fantasia. Vem dos meus fracassos e dos meus erros. Vem do meu trabalho. Vem do que eu escrevo. Vem de mim mesmo. A minha força vem de mim mesmo. E este mim mesmo está inserido em um mundo, uma história, uma humanidade.

Deixe uma resposta