Curso de Jornalismo de Políticas Públicas Sociais volta a ser oferecido pela Escola de Comunicação da UFRJ

Quem se interessar na questão decisiva do Jornalismo de Políticas Públicas Sociais tem à disposição no Rio de Janeiro, de forma gratuita e com direito a certificado de frequência, um curso inteiro com grandes especialistas no assunto, entre eles Flávia de Oliveira, André Trigueiro, Ladislau Dowbor, Rosa Alegria, Márcio Schiavo e Nádia Rebouças.

Dado o sucesso deste curso, ele acontecerá pelo segundo semestre consecutivo no auditório da CPM da Escola de Comunicação da UFRJ, a partir de 13 de agosto próximo, todas as segundas, das 11h às 13 horas. Trata-se de uma série de quinze encontros sobre o tema organizada em uma disciplina pioneira pelo Núcleo de Estudos Transdisciplinares de Comunicação e Consciência (NETCCON/ECO-UFRJ) e pela Agência de Notícias dos Direitos da Infância (ANDI), e coordenada pelos professores Evandro Vieira Ouriques e Guilherme Canela.

Qualquer pessoa da Sociedade e do Mercado interessada pode se inscrever pelo e-mail evouriques@terra.com.br até o dia 06 de agosto para participar destes encontros que vão tratar de temas de importância radical para o futuro da Comunicação no Brasil, entre os quais: a violência estrutural e a responsabilidade dos jornalistas na cobertura das políticas públicas sociais; sustenatabilidade socioambiental; discriminação e racismo; o audiovisual e as questões sociais; os direitos humanos; os direitos da criança e do adolescente; comunicação para a transformação social; orçamento nacional: as possibilidades de intervenção e orientação para o social; o paradigma do desenvolvimento humano como orientador da cobertura; o poder da vontade do comunicador e a responsabilidade ética da mídia.

Mais abaixo está o programa completo. Maiores informações podem ser obtidas pelo cel. (21) 9205-1696 com o Prof. Dr. Evandro Vieira Ouriques, coordenador do NETCCON (que criou também a disciplina Construção de Estados Mentais Não-violentos na Mídia) e no site da ANDI, clicando aqui.

Disciplina Jornalismo de Políticas Públicas Sociais

Universidade Federal do Rio de Janeiro
Centro de Filosofia e Ciências Humanas – Escola de Comunicação
Núcleo de Estudos Transdisciplinares de Comunicação e Consciência-NETCCON
Agência de Notícias dos Direitos da Infância-ANDI

Carga horária: 30 horas-aula (02 créditos)
2º Semestre 2007
Segundas, das 11 às 13h
Auditório da CPM – Campus da Praia Vermelha

Equipe:
Coordenação: Profs. Prof. Evandro Vieira Ouriques (NETCCON.ECO.UFRJ) e Guilherme Canela (ANDI)
Responsáveis na ANDI: Ana Néca (aneca@andi.org.br) e Fábio Senne (fsenne@andi.org.br)
Monitora: Flávia Florentino

Tema central: A cobertura de políticas públicas sociais: desafios da mídia quando o social está no centro da pauta

Objetivos gerais:
1) Estimular entre os alunos o vigor de uma consciência crítica e construtiva a respeito da qualidade da cobertura da mídia no tocante às questões sociais brasileiras, de maneira a que eles assumam sua responsabilidade histórica e ética frente a si mesmos e à Sociedade;
2) Disseminar e avançar entre e com os alunos metodologias para uma leitura crítica dos conteúdos da mídia;
3) Indicar e avançar a construção de alternativas qualificadas para efetivar mais mudanças concretas no posicionamento do comunicador face à cobertura e o agendamento de temas sociais;
4) Influir para aumentar a representação mais democrática na mídia da multiplicidade de temas e atores da vida social.

Objetivos específicos: Produzir análises críticas de coberturas específicas da mídia brasileira sobre políticas públicas sociais de maneira a avançar a construção de alternativas e de metodologias de ação que permitam aos comunicadores intervirem, usando a força de suas vontades, nas pautas e briefings da agenda social.

Ementa: Diversas pesquisas da ANDI evidenciam que a cobertura de diferentes temas da agenda social brasileira vem se tornando cada vez mais substantiva: melhor qualidade e quantidade de reportagens, artigos, colunas e editoriais, bem como de sua presença na publicidade, na dramaturgia televisiva e na mídia em geral. Não obstante, o material veiculado não alcança ainda um nível de qualidade consistente.

Esta disciplina oferece uma reflexão crítica sobre a cobertura de políticas sociais em geral e de políticas para a infância e adolescência em particular. A disciplina trata dos temas relacionados ao desenvolvimento socioambiental, através da análise de casos concretos da cobertura das políticas públicas sociais brasileiras, com o objetivo de aprofundar e construir alternativas para o posicionamento do comunicador na definição da importância dada pela mídia à agenda social.

Para isto Jornalismo de Políticas Públicas Sociais analisa os paradigmas e conceitos que orientam as políticas públicas sociais como Diversidade, Desenvolvimento Socioambiental, Racismo, Discriminação, Direitos Humanos, elaboração do Orçamento e outros. Assim, procura-se compreender como a mídia (e os comunicadores que a fazem) cobre as políticas públicas sociais, contribui para o agendamento e a discussão desses temas e como é possível tornar mais consistente esta cobertura.

Neste sentido procura-se fazer recomendações de aprimoramento da cobertura para jornalistas e para as fontes, analisando as questões a partir da relação entre os profissionais da notícia e suas fontes, sem perder de vista o papel desempenhado, no contexto da agenda social, por governo, sociedade civil, empresários e mídia em geral.

Avaliação:
De maneira geral é feita através (1) da cobertura e avaliação de um conjunto de livre escolha das palestras dos especialistas e do (2) da análise crítica (teórico e prática) de cases, acompanhada da proposta concreta de como aperfeiçoar a cobertura feita no caso específico. Dependendo do desenvolvimento do curso a avaliação pode incorporar parâmetros complementares apontados em sala de aula.

Programa da disciplina

Semana 1 (13/08): A Comunicação no Brasil, a violência estrutural e a responsabilidade dos jornalistas na cobertura das políticas públicas sociais.
Palestrante: Prof. Evandro Vieira Ouriques (UFRJ) e Guilherme Canela (ANDI)

Semana 2 (20/08): O audiovisual e as questões sociais
Palestrante: Márcio Schiavo (Comunicarte)

Semana 3 (27/08): Comunicação para a Transformação Social
Palestrante: Nádia Rebouças (presidente da Rebouças & Associados)

Semana 4 (03/09): Orçamento nacional: as possibilidades de intervenção e orientação para o social.
Palestrante: Leonardo Mello (Ibase)

Semana 5 (10/09): Questões centrais do primeiro módulo do curso, avaliação e encaminhamento
Palestrante: Prof. Evandro Vieira Ouriques (UFRJ)

Semana 6 (17/09): A continuidade e a avaliação de resultados de políticas públicas sociais no Brasil.
Palestrante: Jorge Romano (Action Aid Brasil)

Semana 7: (24/09): O paradigma do Desenvolvimento Humano como orientador da cobertura
Palestrante: Flavia de Oliveira (O Globo)

Semana 8 (01/10): O paradigma dos Direitos da Criança e do Adolescente: a Convenção Internacional sobre os Direitos da Criança e o Estatuto da Criança e do Adolescente.
Palestrante: Wanderlino Nogueira Neto (Procurador de Justiça aposentado)

Semana 9 (08/10): A cobertura da infância e adolescência na mídia brasileira.
Palestrante: Railssa Alencar (ANDI)

Semana 10 (22/10): Questões centrais do segundo módulo do curso, avaliação e encaminhamento
Palestrante: Prof. Evandro Vieira Ouriques (UFRJ)

Semana 11 (29/10): A cobertura das políticas públicas na área da Educação no Brasil.
Palestrante: Antônio Góis (Folha de S. Paulo)

Semana 12 (05/11): Experiências pioneiras em Inovação Social no campo das políticas públicas.
Palestrante: Ladislau Dowbor (PUC-SP)

Semana 13 (12/11): A cobertura das políticas públicas de Desenvolvimento Socioambiental
Palestrante: André Trigueiro (Globonews)

Semana 14 (26/11): Jornalismo prospectivo e o futuro das políticas públicas sociais como pauta.
Palestrante: Rosa Alegria (NEF – PUC/SP, Millennium/UNU)

Semana 15 (03/12): Por uma cobertura de qualidade: possibilidades do vigor da responsabilidade dos atores sociais e dos jornalistas.
Palestrante: Prof. Evandro Vieira Ouriques (UFRJ)

Alguns nomes e datas estão sujeitos à confirmação.

Deixe uma resposta