COLETIVA DE IMPRENSA: Espionagem da sociedade civil pela Vale e Belo Monte: que provas existem?

Observatório para a Proteção dos Defensores de Direito Humanos (FIDH-OMCT) e Justiça Global convidam para coletiva de imprensa nesta sexta-feira, 14 de fevereiro de 2014, às 10h, na sede do Justiça Global (Av. Beira Mar 406, sala 1107, Centro, Rio de Janeiro, RJ).
Após reação insatisfatória do Estado brasileiro sobre as supostas atividades ilegais de espionagem e infiltração praticadas pela Vale e Consórcio Belo Monte contra movimentos e organizações da sociedade civil, o Observatório e a Justiça Global estão investigando os fatos no Brasil desde 9 de fevereiro. As duas organizações se reuniram tanto com as vítimas quanto com os movimentos civis, as partes envolvidas e representantes do governo e do judiciário.
A coletiva de imprensa será uma oportunidade para apresentar as primeiras conclusões da missão e revelar alguns documentos oficiais que comprovem as acusações de espionagem. As autoridades brasileiras tem se posicionado claramente contra as práticas de espionagem do governo americano após as revelações de Snowden sobre o programa PRISM, logo não podem admitir que estas mesmas práticas aconteçam no seu território, ainda mais por parte das empresas que em parte são financiados com dinheiro público.
Participantes:
– Jimena Reyes, responsável do escritório das Américas da FIDH
– Alexandre Faro, advogado e responsável pela missão do Observatório
– Alexandra Montgomery, advogada da Justiça Global
– Danilo Chammas, advogado da Justiça nos Trilhos, ONG que sofreu espionagem da Vale
Contatos para imprensa:
– No Rio, Renato Cosentino, Justiça Global, +55 21 98267-2760 / 21 2544-2320 / 21 2531-1301, renato@global.org.br
– Em Paris, Arthur Manet, FIDH, +33 6 72 28 42 94, press@fidh.org
O Observatório para a Proteção dos Defensores de Direitos Humanos é um programa conjunto da Federação Internacional para os Diretos humanos (FIDH) e da Organização Mundial Contra a Tortura (OMCT).

Deixe uma resposta