Boris Casoy: A outra face

Por Emerson Luis no Nas retinas

Boris Casoy, venerado pela elite como representante do “bom jornalismo”, homem que sempre opinou especulativamente para condenar pessoas, muitas vezes se baseando em dados que ele mesmo não apurou, somente inspirado por “recortagens” de jornal, foi pego mostrando a outra face: o preconceito de classe. O vídeo acima explica o que é “uma vergonha”.

A Band foi às ruas recolher de homens comuns votos para 2010 e o que eles receberam em troca? A ofensa moral sempre escondida pelos microfones fechados e pela ética jornalística.

Nas desculpas, Boris prefere jogar a culpa na tecnologia, afirmando que devido a um vazamento de áudio, disse uma frase infeliz.

Não foi o vazamento de áudio o culpado, foi a verdadeira face do jornalista, preconceituoso como o jornalismo que representa e defende todos os dias diante da TV.

Se não existisse a Internet, apenas algumas pessoas que ouviram o infeliz pensamento na hora comentariam depois, e talvez, alguns veículos fizessem alguma nota passados dias sobre o fato.

Na rede foi rastilho de pólvora a circulação, obrigando o jornalista a se retratar diante de milhões de pessoas, que aumentaram a audiência do jornal no primeiro dia do ano. O Jornal da Band de ontem rendeu 5 pontos no Ibope com pico de 6.

É por isso que não dá pra confiar em jornalismo escapista.

(Original deste texto aqui)

Um comentário sobre “Boris Casoy: A outra face”

  1. Nao é a primeira vez que Boris faz uma grosseria dessas. em agosto, ao anunciar caso de doping de atletas brasileiros, Boris fez um gesto com os dedos insinuando que os mesmos tinham provavelmente fumado maconha.Eu vi, nimguem me contou.Fiquei indignada, ninguem disse nada a respito.No dia seguinte, o tecnico Jaime |Netto assumiu a culpa pelas substancias utilizadas e prescritas por ele aos atletas. A arrogancia de alguns jornalistas chegaa ser burra

Deixe uma resposta