Andes realizará conferência sobre alienação do trabalho docente

Para o Sindicato Nacional dos Docentes das Instituições de Ensino Superior (ANDES-SN), o 15 de outubro é um dia de intensificação da luta do Movimento Docente em defesa da educação pública de boa qualidade, da autonomia universitária, de uma política salarial que valorize a profissão, essencial para qualquer sociedade, e contra a precarização do trabalho docente.

Uma das primeiras datas comemorativas que aprendemos no início de nossa vida escolar é o 15 de outubro, Dia do Professor. Essa data foi oficializada pelo Decreto Federal 52.682/1963, que definia assim a razão do feriado nas escolas: “Para comemorar condignamente o Dia do Professor, os estabelecimentos de ensino farão promover solenidades, em que se enalteça a função do mestre na sociedade moderna, fazendo participar os alunos e as famílias”.

Para o Sindicato Nacional dos Docentes das Instituições de Ensino Superior (ANDES-SN), o 15 de outubro é um dia de intensificação da luta do Movimento Docente em defesa da educação pública de boa qualidade, da autonomia universitária, de uma política salarial que valorize a profissão, essencial para qualquer sociedade, e contra a precarização do trabalho docente. Por isso, conclama os professores a participarem do conjunto de atividades que serão realizadas pelas associações de docentes na semana de 15 a 20 de outubro, na Semana Nacional em Defesa da Qualidade da Educação Pública, Autonomia Universitária e Contra a Precarização do Trabalho Docente.

“Conceitos como produtivismo, individualismo, avaliação de desempenho etc., que são centrais para o capital na busca desenfreada pelo lucro, estão sendo transferidos para as instituições federais, estaduais e municipais de ensino. Nas particulares isso já acontece há muito tempo. Portanto, para nós, que fazemos o Movimento Docente, o Dia do Professor ganha uma nova dimensão com a intensificação da luta pela interrupção desse processo, que em pouco tempo tornará as universidades públicas similares às particulares”, explica Agostinho Beghelli Filho, 1º Vice-Presidente do ANDES-SN.

Nesta segunda (15/10), o Sindicato Nacional transmitirá, via Internet, a conferência “Produtivismo acadêmico, produção do conhecimento e alienação do trabalho docente”, com os conferencistas Paulo Rizzo (presidente do ANDES-SN), Lucídio Bianchetti (professor da Universidade Federal de Santa Catarina – UFSC) e Denise Vieira da Silva Lemos (professora da Universidade Federal da Bahia – UFBA), a partir das 9 horas. Para assistir, acesse a página eletrônica do ANDES-SN, onde o link da transmissão estará disponibilizado.

“A reestruturação da educação superior traz impactos negativos para trabalho docente, pois intensifica todas as formas de precarização, o que afeta a saúde do professor. Então, é urgente que o Sindicato priorize o debate e o enfrentamento desse processo”, explica Rizzo. Cada seção sindical tem uma programação que inclui palestras, gincanas e outras atividades com o objetivo de provocar a reflexão sobre a complexa conjuntura na qual o professor desenvolve sua atividade. (Fonte: ANDES-SN)

_______________________________________
Lembre-se que você tem quatro opções de participação: (I) Um email de cada vez; (II) Resumo diário; (III) Email de compilação; (IV) Sem emails (acesso apenas online). Para cancelar, responda solicitando. [www.consciencia.net/agencia]

Deixe uma resposta