Amapá: Sindicalista sofre atentado e busca apoio no Rio e em Brasília

Entrevista coletiva nesta terça-feira (16), no Centro do Rio de Janeiro, irá expor denúncia sobre desrespeito aos direitos humanos em Macapá. Joinville Frota, presidente do Sindicato dos Rodoviários do Amapá (SINCOTTRAP), está jurado de morte por sua atuação junto ao movimento social local. Sua residência foi incendiada no último 23 de agosto de madrugada, com toda a família presente.

Nesta terça-feira, dia 16 de setembro, Joinville realiza entrevista coletiva para a imprensa, às 11h, na sede do DDH (Rua do Ouvidor, 50 – 5 andar). Para mais informações, telefone para 2215-0590. Estão confirmadas as presenças do deputado estadual Marcelo Freixo (PSOL-RJ) e do advogado João Tancredo, membro do DDH e ex-presidente da Comissão de Direitos Humanos da OAB. Clique aqui para saber mais.

Deixe uma resposta