A farra financeira consensuada pelas elites

Enquanto a mídia corporativa brasileira fala em crise, há décadas ativistas e intelectuais denunciam o caráter explorador do sistema financeiro. De um lado, especuladores e banqueiros alimentam-se da desordem mundial da globalização financeira. Do outro, trabalhadores em todo o planeta arcam com custos da “economia de cassino” dos EUA. Por Gustavo Barreto, da redação.

Publicado também na Agência Carta Maior, Fazendo Media, Observatório da Imprensa, Fórum Mundial das Alternativas, Sindicato Nacional dos Funcionários do Banco Central (Sinal), Jornal Tem Notícia.

Deixe uma resposta