Sem Terra inauguram biblioteca em acampamento no SE

28928342711_69cf7cb066_bPor Luiz Fernando

O espaço surgiu por iniciativa das famílias acampadas que entenderem a importância da leitura no processo formativo e organizativo do Movimento.

Na tarde do último sábado (13), Sem Terras do acampamento João Borges, localizado na região Metropolitana de Itaporanga, Sergipe, inauguraram sua primeira biblioteca popular.

O espaço surgiu por iniciativa das famílias acampadas que entenderem a importância da leitura no processo formativo e organizativo do Movimento.

A biblioteca, batizada pelo nome de “Frei Tito” é uma homenagem ao Frade Católico que foi preso, torturado e banido do país, um jovem que carregou as marcas da tortura na alma e só encontrou a liberdade ao se suicidar no Convento Sainte-Marie de La Tourette, França.

O espaço contou com a contribuição das companheiras Adèle Goliot e Clarissa Figueira do Comitê de amigos do MST na França e da Associação França América Latina que vivenciaram por alguns dias, todo o processo organizativo e de luta do acampamento.

“A biblioteca é importante pois completa a experiência prática da luta do MST, com o conhecimento teórico, a educação e a formação que são fatores fundamentais para a permanência na luta”, frisou Goliot.

Os acampados agradecem as doações e o apoio que recebido de toda comunidade, e convidam para contribuição de mais material didático para composição do acervo que também será destinado para criação de novas bibliotecas comunitárias nos assentamentos e acampamentos da Reforma Agrária.

Para os Sem Terra, a criação da biblioteca também é um gesto dirigido a ocupar o território do saber.

*Editado por Maura Silva

Fonte: MST
http://www.mst.org.br/2016/08/15/sem-terra-inauguram-biblioteca-em-acampamento-no-se.html

Deixe uma resposta