Vilipêndio lança projeto Taberna Literária

A banda de punk metal Vilipêndio comemora dez anos dando de uma forma diferente: criando um espaço para a literatura em seu site, chamado de Taberna Literária. Mas seria possível mesclar a urgência do rock e da internet com a introspecção do mundo das letras? O projeto Taberna Literária não tem a pretensão de solucionar este impasse web-existencial, mas aponta para a fantasia, o humor e a inquietude, características em comum entre o rock e a internet.
Entre os destaques desta primeira edição, estão o roteiro teatral “O que rejuvenesce mais: o sexo ou a plástica?”, de autoria de Ricardo Caulfield, vocalista/guitarrista do Vilipêndio;  o conto “Solidão Vermelha”, uma angustiada viagem concebida pela atriz/poetisa/escritora Névia Rocha; e a participação em dose dupla de Giuliano Francesco, autor do livro Animais Urbanos, com “Amor além da morte” e “Uma história sem começo nem final”. A poesia ficou por conta de Marta Estumano, com “Lá vai o moleque”, demonstrando que a Taberna Literária está aberta a todas manifestações literárias.
A taberna Literária divide-se em 3 seções: Viagens literárias, Aventuras teatrais e Doa a quem doer. No primeiro, as ficções, no segundo, roteiros para peças, e por fim, os editoriais ou resenhas sobre assuntos diversos. O conteúdo é livre e está aberto a colaborações que serão avaliadas pela equipe do site.
Batizada de forma bem humorada, fazendo uma alusão ao despojamento e espontaneidade típicos de um ambiente de rock, a Taberna Literária quer trazer não só o publico, mas autores para o “balcão deste estabelecimento”. E proposta é que os textos sejam trocados regularmente a cada dois meses, tornando-se uma revista eletrônica. Os interessados podem enviar seu material para vilipendio15abismos@hotmail.com.
A Taberna está servindo a sua primeira rodada. Que tal experimentar?

Site: www.vilipendio.com
Viagens Literárias: http://www.vilipendio.com/viagens.htm
Aventuras Teatrais: http://www.vilipendio.com/aventuras.htm
Doa a quem doer:  http://www.vilipendio.com/doa.htm

Deixe uma resposta