Governo Bolsonaro desrespeita jornalistas e ameaça liberdade de imprensa, diz Federação Nacional dos Jornalistas

“(…) Jornalistas tiveram de se deslocar para os locais de cobertura em veículos disponibilizados pelo governo, não puderam circular livremente (alguns correspondentes estrangeiros consideram o confinamento obrigatório como cárcere privado), passaram por privação de água e ainda foram ameaçados, caso desrespeitassem as rígidas regras de comportamento anunciadas.

Quem não respeitasse as restrições de acesso ou mesmo fizesse movimentos bruscos (aviso especial aos repórteres fotográficos, que não deveriam erguer suas câmaras), poderia se tornar alvo dos atiradores de elite.”

De frente, Brasil!

Tal vez uma das características que mais definem um claro proceder, seja a que está expressa nesta breve expressão: de frente. Aquilo que é correto, o que está determinado pela nossa certeza de estarmos agindo…