Com medo de vinculação com genocídio em Ruanda, Estado de Israel nega acesso a informações

O genocídio mais rápido de toda a Humanidade, Ruanda, é comumente visto como uma tragédia em que as nações de todo o mundo nada fizeram para evitar. Essa é a visão que interessa a muitos governos que forneceram armas e equipamentos para os assassinos – incluindo, conforme mostra uma reportagem do jornal israelense Haaretz, o governo de Israel. Em uma corte em Tel Aviv, um grupo de pessoas tenta obter documentação tida como sigilosa para apontar responsáveis.

Sonhos

Hoje está sendo um grande dia para mim. Hoje reencontrei meu grande sonho, ou, melhor dizendo, hoje me re-encontrei no meu grande sonho. Um grande sonho é o que nos dá vida. É o que…