Quatro presos arbitrariamente por PMs da UPP do morro do Tuiuti

Por Patrick Granja / A Nova Democracia

No dia 16 de outubro, quatro homens foram presos arbitrariamente por PMs da UPP do morro do Tuiuti — zona norte do Rio — que faziam uma operação no local. Segundo relatos de parentes das vítimas, PMs encontraram uma grande quantidade de drogas a poucos metros do local da prisão. Em seguida, os quatro homens sofreram tortura psicológica dos policiais, que exigiam o paradeiro dos traficantes que esconderam as drogas embaixo de uma caixa d’água. Assustadas, as vítimas ficaram em silêncio e acabaram presas pelos PMs, que conduziram os quatro homens para delagacia. Todos foram autuados por tráfico de drogas e formação de quadrilha.

Foram presos o músico da banda Original Raiz e artesão Luiz Cláudio Cardoso, 48 anos; o gráfico Bruno Matheus Pereira Rocha, 26 anos; o produtor cultural Márcio Antônio Farias, de 45 anos; e o esudante Felipe Cunha Alves, de 18 anos. Todos foram encaminhados para a Polinter e, em seguida, para um dos presídios de triagem da penitenciária de Bangú. A reportagem de AND foi ao morro do Tuiti conversar com familiares de algumas das vítimas da PM. A cobertura completa do caso está no video a seguir.

Abaixo assinado pela libertação dos presos:
http://www.peticaopublica.com.br/PeticaoVer.aspx?pi=P2012N31318

Deixe uma resposta