Qual tem sido a tua experiência?

Qual tem sido a minha experiência?

Quando me faço esta pergunta, abre-se um espaço.

Respiro aliviado.

Espero

Vejo a minha vida na sua totalidade

Obstáculos ou dificuldades criadas pela mente se desvanecem

Vejo que posso. Posso ir. Posso fazer. Posso falar

Não preciso confrontar nem temer quem estiver por perto

Também não preciso receber aplauso ou elogio constantemente

Posso estar no meio das pessoas simplesmente vivendo a minha vida

Tenho um lugar no mundo

Sempre tive

Mantenho o meu lugar não me julgando nem me condenando

Escuto e me escuto

Me desexijo e relaxo

Vejo, sinto e compreendo

Então desaparece a tensão criada por programações opressoras

Não preciso me maltratar nem maltratar

Não gosto de pressionar nem de ser pressionado

Não vou agradar todo mundo

Nem preciso chocar com todo mundo

Do mesmo modo como tenho um lugar no mundo, as demais pessoas também o têm

Fico em paz vendo as minhas cores, as cores do arco-íris, que são os sentimentos que me constituem

Vejo, sinto e compreendo

Então estou em paz

A minha experiência me habilita para uma coexistência em que há lugar para todas as pessoas, inclusive eu

Primeiramente eu, devo dizer com clareza, já que fui treinado para me negar em nome de.

O treinamento da anulação está espalhado por aí

Já cultivei ódio para quem tentou me anular, me por contra mim mesmo. Hoje descarto qualquer vínculo com quem me fez mal

Jogo fora o que não me pertence e fico comigo mesmo e com a minha experiência, que é um fluir singular

Uma luz que vejo

Amarelo no meio ao vermelho

Celeste

Aí vem o arco-íris.

Deixe uma resposta