Primeiro Curso de Formação de Terapeutas Comunitários na América Latina

Entre os dias 28 de junho e 5 de julho de 2009, estará se desenvolvendo no departamento de Paysandú, na República Oriental do Uruguay, o primeiro curso de formação de Terapeutas Comunitários na América Latina. Até agora, essa formação ocorria unicamente no Brasil, país de nascimento e aperfeiçoamento desta tecnologia da recuperação da identidade, a auto-estima, a memória, a história, revitalização dos vínculos sociais e ativação das redes solidárias das camadas mais pobres. Após 21 anos, a Terapia Comunitária criada pelo Prof. Dr. Adalberto de Paula Barreto(Universidade Federal do Ceará-ABRATECOM), ganha o continente latinoamericano, com os auspícios do Ministério del Desarrollo Social do Uruguay, e mercê à gestão da nossa colega e companheira a Professora Silvia Meliá. Dentre o quadro formador, destacamos a presença da Professora Miriam Rivalta, Prof. Adalberto Barreto, Professora Maria de Oliveira Ferreira Filha, e Profa. Djair Dias, mais a colaboração do Prof. Rolando Lazarte, tradutor do livro Terapia Comunitária passo a passo para o espanhol. Uma das consequências do terrorismo de estado que assolou os países do cone sul a partir dos anos 1970, foi a desmoralização das populações amedrontadas, violentadas, submetidas a estresse constante durante anos, com sistemática violação dos direitos humanos em todas as camadas da população. A iniciativa de desenvolvimento deste curso, que capacitará terapeutas comunitários da Venezuela, Chile e Argentina, afora do próprio Uruguay, deve ser saudada como uma reação positiva e construtiva da tecnologia do amor, da recuperação dos valores essenciais da pessoa humana, e o triunfo da solidariedade sobre a perversão e mercantilização da vida pelas mãos do capitalismo.

Deixe uma resposta